21 de março de 2013

RUGBY PORTUGAL LOBOS EM FRANÇA ESTÁ DE VOLTA

Bryan Freitas é um jovem português nascido em França, que participou da experiência lusitana no Mundial de 2007, e ficou definitivamente encantado com a nossa seleção.

Por conta disso Bryan iniciou a publicação de um blog onde se falava dos jogadores portugueses em França, publicação essa que interrompeu cerca de um ano atrás, mas que agora, resolveu voltar à ativa.

E para anunciar esse retorno, Bryan Freitas publicou o texto que a seguir reproduzimos, onde nos fala da sua experiência com o rugby e com Portugal.


BALANÇO, AMANHÃ COMEÇA HOJE
Bryan Freitas - Rugby Portugal/Lobos em frança


O meu blogue foi criado apos o Mundial 2007 onde, sabemos todos, a nossa Seleção Nacional entrou na história ao ser a primeira equipa amadora a participar neste grande evento desportivo mundial.
Tinha 16 anos e vibrei como nunca....

Em primeiro, vou apresentar-me e penso que muitos vão ser aqueles que se reconhecerão na minhas palavras.
Sou filho dum português de Guimarães que emigrou para a França nos anos 80 e duma mãe, filha de emigrantes portugueses da Serra da Estrela.
Ainda me lembro das minhas férias a tentar fazer fugir os cães da Serra que queriam comer as ovelhas, a passar o fim das tardes no clube (café) da aldeia a ver os jogos do meu Benfica...
Em resumo, sempre vivi com Portugal e pronto tenho muito orgulho das minhas raízes, está no meu sangue e ninguém me pode tirar isso.
Não nasci, nem pago os meus impostos em Portugal, é verdade, mas mesmo assim sinto-me português e tenho que vos dizer que algumas vezes me sinto mais português que alguns que nasceram e lá vivem....enfim isso é outro assunto.

Gostei e gosto de muitos desportos e como um bom português que deve ser, apoio sempre uma equipa nacional portuguesa em qualquer desporto que seja.
Em 2007, o Mundial de rugby teve lugar em França e tive a grande sorte de ver o jogo da nossa Selecção Nacional frente a Italia.
Já vi a equipa portuguesa de Andebol, Futebol, Futsal e Hóquei em patins num estádio e quase todas as equipas e grandes desportistas portuguesas na Tv.
Porque então um blogue sobre o rugby e não sobre a Seleção Nacional de Vela?
Porque não fazer como quase todos os jovems de pais portugueses de França, e apoiar a Seleção Nacional de Futebol e o resto que se foda....?
Isso tem a ver com a paixão que tenho por este desporto e sobretudo com o sentimento que me invadiu durante este Mundial 2007...Orgulho, sim senhor, fiquei orgulhoso de ver aquela selecão fazer o que nenhuma outra equipa teria podido fazer. Não ganhamos nenhum jogo, é verdade, mas isso não era importante.

O Mundial 2007 passou e estamos agora em 2013.
Em 2011, Portugal não conseguiu fazer historia outra vez e ficou de fora dos 20 eleitos para o Mundial na Nova Zêlandia.
Do meu lado, abri este blogue sem saber que alguns anos mais tarde, o objectivo que era de fazer conhecer, ao mundo rugbistico português, jogadores de origem portuguesa que jogam em França,  seria alcançado.
Hoje não digo que a presença de jogadores portugueses na Selecção é fruto exclusivo do meu trabalho, pois não seria verdade, mas mesmo assim estou cer4to de ter contribuído para isso.

Hoje, sinto-me obrigado de dar um grito de raiva e sobretudo de descontentamento e de continuar o que interrompi há ano e meio - este blogue.
Depois da derrota contra a Romênia em 2010 que afastava Portugal do sonho de jogar um segundo mundial consecutivo, escrevi o texto seguiente "Agora é ver para a frente, continuar a trabalhar. 3 anos, é o que falta antes da proxima fase de apuramento. Temos que aproveitar estes 3 anos para voltarmos mais fortes."

Com os resultados do 6 Nações B 2012 e a Nations Cup 2011 e 2012, não podemos dizer que Portugal aproveitou este tempo para voltar mais forte.
Podemos mesmo dizer que Portugal não melhorou em nenhum sector de jogo e ficou cada vez  pior.

Agora, é preciso encontrar as razões deste fiasco:
Será culpa dos jogadores que não dão tanto como nos melhores anos da Selecção?
Será da culpa da FPR com o seu corpo dirigente que não conseguiu encontrar o bom caminho e as boas decisãos?
Será da culpa do staff técnico que não conseguiu impor aos jogadores o plano de jogo adequado?
Tantos perguntas que pedem resposta....

Agora é saber o que fazer. Algums jogadores vão ter que deixar a Seleção devido aos anos que passam, e isso corresponde a uma situação normal.
Na minha opinão, é importante agora fazer uma distinção entre os jogadores de sevens e de XV.
Não podemos continuar assim, Portugal tem que evoluir como todas as selecçãos principais europeias o fazeram (França por exemplo). Um caso que jà deveria estar resolvido....

Também agora que o contrato de Errol Brain não vai ser renovado, a escolha do treinador é importantissima.
Um treinador que conheça bem as dificuldades encontradas ao nivel da segunda zona da Europa.
Também, man ter uma boa relação com os clubes franceses é agora fundamental visto o numero de jogadores da Seleção que actuam em França.
Não vou ser muito original e para alguns fofoqueiros não sera uma surpresa se digo que a escolha dum treinador francês ou que fale francês seria oportuno.

Também e acho isso fundamental, o grupo de jogadores que tem a honra de representar Portugal deve ter um comportamento impecável.
Isso é uma coisa com que não pode ter intransigência, todos aqueles que levaram e levarão as cores de Portugal merecem respeito e os atuais jogadores não devem esquecer isso. O que aconteceu em Espanha durante a noite após o jogo é muito prejudicial para o rugby português, já que em termos de resultados não estamos bem....

Agora, Portugal quase não tem o seu futuro nas mãos, contudo acho que se deve relembrar o facto mais importante do rugby português: a qualificação de Portugal para o Mundial 2007. Não vamos falar do Mundial mesmo mas sim da qualificação que foi dificil e mesmo para alguns um milagre.
E de lembrarmos o que fazia a força da nossa Seleção: o sacrifício.
Será que Portugal ainda tem este espirito que, no final, fazia a diferença? 

Espero que sim, pois caso contrário, Portugal se tornará uma Seleção comum e sem alma....

Sem comentários: