28 de maio de 2017

BENFICA VENCE PRIMEIRONA, AGRONOMIA LEVA A TAÇA

Em dia de finais o Vale da Rosa, em Setúbal assistiu a dois jogos em que o equilíbrio foi a nota dominante, mas nos quais o Benfica e Agronomia acabaram por levar a melhor.

O Nacional da 1ª Divisão, teve como protagonistas no jogo decisivo, o Clube de Rugby de Évora e o Benfica Rugby, que já tinham sido, ao longo da época, as duas equipas mais consistentes e que mostraram maior capacidade de enfrentar as adversidades.

O Benfica acabou por vencer por 19-17, depois de estar a perder ao intervalo por 9-6, e conquista assim o título nacional do segundo escalão do rugby português, confirmando plenamente o direito à subida ao escalão principal para a próxima época.

O Évora deixou uma sensação de desilusão no ar, depois de ter terminado a fase de apuramento na frente, mas a verdade é que a prova não se resume àquela fase, tem os jogos a eliminar e quem melhor se prepara para esta ponta final, acaba por levar vantagem.

Este ano essa honra coube ao Benfica, que assinala com esta vitória o seu regresso ao escalão maior do rugby nacional, de onde tinha saído no final da época 2012-2013, sendo acompanhado pelo seu adversário de hoje, que aproveita o alargamento provisório da Divisão de Honra de 10 para 12 equipas, para ter direito também à promoção.

Veja os quadros e a classificação na página que dedicamos à competição.



AGRONOMIA VENCE TAÇA E É A EQUIPA COM MAIS VITÓRIAS NA PROVA
A equipa de Agronomia isolou-se no comando da tabela dos vencedores da Taça de Portugal, ao bater o Cascais por 16-8, somando 10 títulos nacionais, contra os nove que levam o Benfica e o Direito.

Depois de ter deixado fugir o campeonato nacional para o CDUL duas semanas atrás, os agrónomos não facilitaram a vida do Cascais e estiveram sempre no comando do marcador, com uma vantagem de 13-5 ao intervalo.

Esta foi a 55ª edição da prova, que se disputou pela primeira vez em 1959, tendo sido o seu primeiro vencedor o Belenenses, e a Agronomia venceu pela primeira vez em 1978, precisamente contra o Belenenses!

Veja os resultados completos da Taça de Portugal, na página que dedicamos à competição.


27 de maio de 2017

UNS POUCOS GASTARAM MUITO, AGORA, TODOS VÃO PAGAR!

A Federação Portuguesa de Rugby leva na segunda feira à aprovação da Assembleia Geral um conjunto de medidas que têm como intenção promover o equilíbrio orçamental da entidade, duma forma faseada, procurando o apoio de mais de 70% dos delegados para a implementação de medidas forçosamente impopulares.

Especialmente porque embora esta proposta da FPR inclua a redução futura das despesas, é claro que a dominante da mesma se concentra no aumento das receitas, até porque para cortar nas despesas a direção federativa não sentiria necessidade de ter o apoio dos clubes.

24 de maio de 2017

TORNEIO FEMININO DE SEVENS EM TONDELA

No próximo fim de semana, dias 27 e 28 de Maio disputa-se em Tondela o I Torneio Internacional de Sevens Feminino, numa organização do Rugby Clube de Tondela, em parceria com o Município de Tondela e a Federação Portuguesa de Rugby.

Pretendendo tornar-se uma referência nacional e internacional dos Sevens Femininos, Tondela vai receber nesta primeira edição do Torneio as equipas de Portugal A, Portugal B, Portugal Sub-18, Sporting, Agrária de Coimbra, RCM Ladies (Holanda) e Salamanca RC, que se juntarão à equipa representativa do clube organizador.

23 de maio de 2017

TAÇA E PRIMEIRONA EM SETÚBAL, SEGUNDONA EM COIMBRA E BELAS

O final de semana vai começar com a final da 1ª divisão em Setúbal, com o encontro entre o C.R. Évora e o Benfica Rugby, que derrotaram o CRAV e o Bairrada nas meias finais realizadas no passado fim de semana - as duas equipas foram as melhores durante toda a fase de apuramento, terminando a mesma nas duas primeiras posições, com o Évora na liderança.

Apuradas de antemão para a promoção à Divisão de Honra, as duas equipas vão defrontar-se pela terceira vez esta época.

22 de maio de 2017

COM OS LOBOS TUDO COMO PREVISTO POR CASSIANO NEVES

A derrota em Bruxelas frente à Bélgica por 18-29, no play-off de acesso ao Europe Championship, deixou muita gente surpresa, já que depois de cinco vitórias no Europa Trophy se pensava que Portugal seria capaz de ultrapassar o obstáculo e regressar ao convívio dos quase-grandes da Europa.

Mas esse regresso não estava nos planos de Cassiano Neves, que recentemente afirmou em entrevista ao Público (24 de março) que "Tem sido muito interessante ver o grupo estabelecer os seus objectivos. Que ninguém duvide, eles querem regressar já ao Championship e querem vencer os playoffs de acesso ao Mundial. Da nossa parte, é importante reconhecer que qualquer um dos dois objectivos será sempre extraordinário, porque estamos longe destas realidades."

21 de maio de 2017

ÉVORA E BENFICA SOBEM DE DIVISÃO E DECIDEM TÍTULO EM SETÚBAL

Ao vencerem os jogos das meias finais o Évora e o Benfica asseguraram a passagem à divisão principal do rugby nacional, graças ao alargamento provisório da Divisão de Honra para a época 2017-18, e disputam a final da Primeirona no próximo sábado, no Vale da Rosa, em Setúbal, a partir das 14,30 h.

Em Évora o líder da classificação da fase de apuramento derrotou por 66-0 o CR Arcos de Valdevez, desforrando-se da derrota sofrida em casa na 11ª jornada frente ao conjunto minhoto, e apresenta-se na final como grande candidato ao título nacional, na sua terceira final consecutiva, depois de ter perdido frente a Lousã em 2014-15 e perante o Montemor em 2015-16.

20 de maio de 2017

NA SEGUNDONA BELAS SUBSTITUI ELVAS SÓ FALTA SABER QUANDO...

O Conselho de Disciplina na FPR considerou improcedente o recurso do Elvas a propósito do impedimento de disputar a fase final do Campeonato Nacional da 2ª Divisão, e pões assim um ponto final em mais uma história do rugby nacional, dando com a sua decisão ainda mais razão aos restantes clubes apurados para os jogos decisivos, quando estes argumentavam que o recurso do Elvas não deveria ter suspendido a continuação da prova..

Mas o que importa é agora saber-se com certeza, quem irá disputar as meias finais da prova - que, ao contrário das outras divisões nacionais - se disputam em duas mãos.