25 de Agosto de 2014

MAIS EMPREGO PARA JOGADORES DE RUGBY, EM NOVA OFERTA DA GROUNDLINK

Ao longo dos dois últimos anos temos divulgado diversas ofertas de emprego feitas por clubes de rugby, ou empresas de qualquer forma ligadas ao nosso desporto, quer através desta página, quer através da nossa página do Facebook.

Voltamos hoje a anunciar mais três vagas oferecidas pela GroundLink, que seleciona agora um Técnico Administrativo, um Técnico de Logística e um Técnico Financeiro, com preferência para jogadores de rugby disponíveis para integrar o plantel do Cascais Rugby, clube com o qual a empresa de aeronáutica estabeleceu uma parceria que já se iniciou.

22 de Agosto de 2014

RUGBY PROFISSIONAL DA EUROPA SEM EQUIPA PORTUGUESA

São já conhecidos os calendários definitivos das duas competições profissionais de rugby da Europa, que substituem as "reformadas" Heineken Cup e Amlin Challenge Cup, e nenhuma equipa portuguesa participará nelas na época 2014-15.

A partir deste ano as provas serão disputadas com um mesmo formato de cinco grupos de quatro equipas, jogando entre si a duas mãos, apurando-se as cinco vencedoras e as três melhores segundas classificadas para a fase eliminatória, sabendo-se desde já que as finais terão lugar nos dias 1 de Maio, no Twickenham Stoop a da European Rugby Challenge Cup, e a 2 de Maio no estádio de Twickenham a final mais importante, da agora denominada European Rugby Champions Cup.

20 de Agosto de 2014

CASCAIS APRESENTA EQUIPA PARA ÉPOCA 2014-2015

É já amanhã que o Cascais - agora numa parceria com a GroundLink - vai apresentar o seu plantel para a época que se avizinha, aproveitando para o efeito a realização das tradicionais Festas do Mar, subindo a equipa ao palco às 21,50h num evento multimédia, que pretende criar uma maior ligação à comunidade cascalense, e que termina com a actuação do músico Olavo Bilac.

Com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e da GroundLink, como já referido, o Cascais Rugby pretende criar condições para que o clube atinja objectivos ambiciosos no rugby nacional.

16 de Agosto de 2014

EQUIPA TÉCNICA NACIONAL SOFRE GRANDES ALTERAÇÕES

A Federação Portuguesa de Rugby anunciou no final do mês passado a constituição da sua equipa técnica para todos os escalões, que apresenta como maior novidade, a alteração sofrida na nossa selecção principal, com o afastamento de Frederico de Sousa e a entrada de João Luis Pinto, o terceiro treinador de uma estrutura que nos foi apresentada há quatro anos atrás como "aquela que seria a equipa técnica até ao Mundial de 2015"...

Não iremos comentar a equipa agora apresentada embora se adivinhem tempos difíceis para os agora nomeados, apenas desejamos a todos eles as maiores felicidades e sucesso nas suas tarefas,
 

14 de Agosto de 2014

O RUGBY FEMININO EM PORTUGAL NA ORDEM DO DIA *

*Pedro Sousa Ribeiro
A participação feminina nas ultimas três épocas tem manifestado uma tendência para um ligeiro crescimento ( 445 inscritas em 2011/2012, 461 em 2012/2013 e 465 em 2013/2014 ) representando cerca de 7% do total de inscritos na FPR.

Em Julho de 2013, num texto que escrevi, dizia :
“Para que o rugby feminino se continue a afirmar e a desenvolver urge estabelecer um plano estratégico tendo com objetivo passar de 7 a 20% a percentagem do sexo feminino no universo global de praticantes em Portugal".

12 de Agosto de 2014

BENFICA, UM PROJECTO DE CRESCIMENTO COM CABEÇA?

O Benfica é o mais antigo clube com equipas de rugby em actividade sem interrupção em Portugal - conta-se quase um século que nele se joga rugby -  e são conhecidas as dificuldades por que passou em anos recentes, que acabaram por ser reflexo de uma orientação que se provou não ser a mais adequada, mas que parece agora ter reencontrado a via do equilíbrio e do desenvolvimento.

Muitos temeram que o rebaixamento da sua equipa principal da Divisão de Honra para a 1ª Divisão pudesse conduzir ao desmembramento do clube enquanto rugby, mas a verdade é que tal não aconteceu, o Benfica teve um excelente comportamento em toda a época, terminou o campeonato perdendo na meia final, e mais importante que isso, iniciou um caminho de recuperação das suas raízes lisboetas, associando-se aos Pupilos do Exército e ao Colégio Militar, com quem estabeleceu as primeiras pontes para reconquistar um espaço que é naturalmente seu.

Tivemos oportunidade de conversar com o recém nomeado Director de Comunicação e Marketing do Benfica Rugby - João Vaz Pinto - e com o responsável pelas equipas de pré competição do Clube - Pedro Silva - e dessa conversa ficámos satisfeitos por verificar que existe uma forte e declarada vontade de fazer o Benfica crescer por processos naturais, com uma forte aposta na formação e escalões jovens, e, como já referido, com o regresso às origens e à cidade de Lisboa, embora haja uma grande preocupação em manter a ligação que entretanto se estabeleceu com a juventude da margem sul, fruto dos anos de permanência no campo de atletismo da Sobreda da Caparica.

Claro que as dificuldades são muitas, das quais talvez a principal seja a não existência de um campo próprio para a realização dos seus jogos, já que o projecto de instalação em Oeiras, e que esteve por um fio para se concretizar, está em banho maria, mas ficámos convencidos que estão criadas as condições para o crescimento do clube e a recuperação de uma posição de maior destaque no rugby nacional.

Mantendo-se João Ferreira Queimado como presidente, acompanhado por Carlos Esteves, Francisco Grenho e Pedro  Coutinho como vices e Carlos Azevedo como secretário geral - além do já referido João Vaz Pinto - conheça a estrutura técnica que vai conduzir as equipas do Benfica Rugby, agora de novo uma secção do Sport Lisboa e Benfica, sob a batuta de José Mendes - garantia de seriedade e de trabalho que serve de exemplo às novas gerações - e que pode ainda ser reforçada com a entrada de mais alguns colaboradores:



24 de Julho de 2014

MONTEMOR CONTINUA NA DIVISÃO DE HONRA

É já conhecida a decisão do Conselho de Justiça que manda ocupar a vaga deixada em aberto pela decisão do Caldas em não participar no Campeonato Nacional da Divisão de Honra pelo Montemor, num processo conduzido de forma inapropriada pela direcção da FPR, repondo a normalidade e o bom senso.

O Conselho de Justiça, em 21 do corrente, decidiu:
considerar irregular a deliberação da Direção da FPR de 24 de Junho de 2014, por não preencher os requisitos previstos no artigo 68º do Regulamento Geral de Competições, mais decidindo dar provimento ao recurso interposto pelo Rugby Clube de Montemor-o-Novo que, por aplicação conjugada do artigo 17º do Regulamento do Campeonato Nacional da Divisão de Honra com a alínea a) do n.º 7 do artigo 28º do Regulamento Geral de Competições e tendo em conta que foi a equipa despromovida na época 2013/2014, deverá ocupar a vaga deixada em aberto pela desistência de um clube e, participar, na época 2014/2015, no Campeonato Nacional da Divisão de Honra.