11 de março de 2014

SANTO AMARO BRILHA EM SANTARÉM E SOBE NO RANKING *

* Luis Sabido
Este Domingo dia 9 de Março teve lugar no CNEMA em Santarém, cortesia da equipa local, a 2ª Jornada da Fase de Primavera do Circuito Nacional de Equipas Emergentes 2013/2014.

Algumas dúvidas no número de equipas participantes fizeram nos adiar a antevisão mas passamos a apresentar os resultados do dia!

Estiveram em competição oito equipas, a equipa da casa, o RC Santarém, os vencedores da prova passada, Rugby Oeste P, desta vez só com uma equipa em competição, Santo Amaro  de Oeiras, Naval 1º de Maio, RC Leiria, CRUbi, Dark Horses e Ensiguarda.


Oito equipas que por ordem de ranking se organizaram em dois grupos de quatro.
A Série A com Oeste P, RC Santarém, RC Leiria e Dark Horses e a Série B com Santo Amaro, Naval 1º de Maio, CRUbi e Ensiguarda.

A competição foi disputada em todos contra todos para definir os jogos finais em cruzamento direto entre as Séries.

A Série A aparentemente mais competitiva, de acordo com o histórico da prova, que a Série B onde
Ensiguarda e CRUbi, se vêem a disputar a prova com os anteriores vencedores da competição, Naval 1º de Maio e Santo Amaro de Oeiras.

Na Série A, os Dark Horses começaram o torneio de melhor forma batendo a equipa do Oeste P por 6 ensaios a 1, algo inesperado este início do Oeste P e um momento de boa forma dos Dark Horses, o seguimento do Torneio viria, curiosamente, a inverter a situação.

Logo a seguir a equipa da casa, RC Santarém, bate por igual diferença o RC Leiria, resultado coerente com o que temos visto desde o aparecimento do RC Santarém na prova.

Enquanto isso na Série B, Naval 1º de Maio passa por cima da Ensiguarda sem aparentes dificuldades por 5 ensaios a 1 enquanto que o Santo Amaro leva de vencida o CRUbi por 3 ensaios a 0.
Uma equipa do CRUbi com sinais de estar a melhorar de forma.

Na segunda ronda de jogos na Série A, o Rugby do Oeste a vencer o RC Leiria pela margem mínima em jogo de 3 ensaios a 2 enquanto que RC Santarém bate os Dark Horses 4 a 2.
RC Santarém destaca-se para já no grupo.

Na Série B a Naval 1º de Maio vê-se a vencer o CRUbi pela margem mínima, 2 ensaios a 1.
O Santo Amaro por sua vez vence a Ensiguarda por 5 ensaios a 0.
Jogo grande na ronda final com Santo Amaro e Naval a definirem os primeiros lugares do grupo.

Na última ronda da Série A tudo se enrola e o grupo dá uma cambalhota do que parecia ser aparente na primeira, Rugby do Oeste P bate o RC Santarém por 2 ensaios a 1 e RC Leiria passa por cima dos Dark Horses com 5 ensaios a 1.
Usando como desempate os resultados diretos entre as equipas empatadas vemos que apesar do mau início o Rugby do Oeste P consegue garantir o primeiro lugar da Série, e os Dark Horses que tinham começado
tão bem terminam no final.

O desporto tem destas coisas, os Dark Horses a acusar talvez um pouco a pressão e a não conseguir capitalizar a sua vantagem inicial.
A equipa da casa após a derrota com o Oeste P fica na segunda posição com o RC Leiria a tomar a terceira.

Na Série B, começamos pela definição do 1.º e 2.º Lugar onde o Santo Amaro se reencontra com a Naval 1º de Maio desde a Jornada de Inverno em Leiria, altura em que a Naval venceu, desta feita o Santo Amaro leva a melhor por 3 ensaios a 0 e passa em primeiro lugar como a única equipa que ainda não cedeu ensaios no torneio, bom trabalho defensivo da formação de Oeiras na base do seu sucesso nesta jornada.

Entre CRUbi e Ensiguarda vantagem para os homens da Beira Interior em jogo de 5 ensaios a 3 contra os jovens da Guarda cuja participação regular tem sido agradável de se ver.

Recebemos informação que um jogador da Naval se lesionou com alguma aparente gravidade no joelho, apesar de não sabermos exatamente em que momento do torneio foi, desejamos desde já as suas melhoras.

Nos jogos finais os Dark Horses conquistam o 7.º Lugar frente á Ensiguarda por 5 ensaios a 2, enquanto RC Leiria demonstra a sua superioridade face ao CRUbi por 3 ensaios a 1.

Na luta pelo 3º lugar a equipa da casa impedida de disputar a final leva de vencida a Naval 1.º de Maio por 5 ensaios a 0.

E por fim no jogo principal o Santo Amaro demonstra mais uma vez a sua qualidade defensiva frente ao Rugby do Oeste P estando sempre em vantagem e cedendo somente 1 ensaio contra os seus 3 numa inversão do resultado do jogo das meias finais da jornada anterior.

Ao final da 2ª Jornada o Rugby do Oeste P conserva o primeiro lugar com 17 pontos com o Santo Amaro logo atrás com 15, a Naval A com 12 e o RC Santarém com 11, ainda portanto tudo em aberto e a Jornada na Guarda no próximo dia 5 de Abril poderá vir a trazer alterações à geral ou reforçar já a posição de uma equipa favorita.

E assim vai o andamento deste Circuito! Fique com os quadros !




Aproveitamos para solicitar aos clubes que nos enviem fotos da sua participação nos eventos, para que as possamos divulgar.
Para o efeito podem utilizar a caixa de contactos ou a nossa página no Facebook.

5 comentários:

Anónimo disse...

Caro Manuel, é a primeira vez que tenho o prazer de escrever no seu blogg. Acompanho de perto o campeonato nacional de emergentes como jogador e sem duvida o Santo Amaro foi o justo vencedor, apresentando o melhor rugby do torneio.Mas o que me leva a escrever hoje aqui é mesmo o estado do relvado do Cnema... Uma vergonha. A raça dos scalabitanos não os deixa parar, porque treinar naquelas condições deploráveis é obra. As varias lesões ocorridas durante o torneio são prova disso. Para o jogador da Naval Pedro Neto, as suas rápidas melhoras.

um abraço a todos

Anónimo disse...

Depois deste torneio de emergentes quero deixar os parabéns ao Rugby Clube de Santarém por continuar a batalhar todas as semanas, conseguindo não dar faltas de comparência e tendo escalões de formação a funcionar durante a semana, mesmo nas condições que pude verificar no fim de semana.

É uma vergonha nao terem o apoio que merecem por parte da Câmara.

O Rugby não é fácil em lado nenhum, mas para alguns dói mais na pele.

Anónimo disse...

o cnema é improprio para cavalos...
já la joguei 5 vezes e nunca teve melhorias...altos e baixos, buracos, montes de areia...
enfim....

Anónimo disse...

Caro Manuel,

Pode explicar como aparece uma equipa do RCSantarem no campeonato de emergentes, se os mesmos disputam a primeira divisão? São os mesmos atletas? O clube tem condições para apresentar duas equipas dês seniores? Só por curiosidade...

Luis Sabido disse...

Olá Boa Tarde,

Esta questão já tem sido suscitada e já foi comentada em anteriores artigos sobre os Emergentes, o Santarém não é a primeira equipa da primeira divisão a levar jogadores à prova, e existem também exemplos de equipas que participam, ou participavam, na segunda divisão.

De facto o Évora já o fez e este ano o Caldas e o Santarém estão a fazê-lo, há sempre jogadores menos rodados ou sub-21, sub-19 ou mesmo novos na modalidade que beneficiam da experiência de jogar nos Emergentes, não é difícil imaginar que o Santarém tenha jogadores nestas condições que possam participar.

O regulamento permite estas situações ainda que se possa discutir a facilidade com que se a possa deturpar, mas a realidade é que estas equipas acrescentam valor à prova ao invés de o retirar, e o Santarém não está concerteza a levar os seus titulares de Rugby de VII nem de XV, da mesma forma que o Rugby do Oeste ainda não apresentou o David Mateus a jogo... apesar de que teria alguma piada se personalidades do topo do Rugby de VII Português pudessem visitar este Circuito para o conhecer.

É uma questão de bom senso e fair play, coisa que, felizmente, tem existido na grande generalidade entre as equipas que participam no Circuito.

Isto é, como é óbvio, a minha mais humilde opinião.