21 de março de 2014

BELENENSES EM NOVO TESTE A LIDERES ENGENHEIROS *

* António Henrique
Com a miragem de presença no Mundial 2015 já definitiva, e infelizmente, atirada para trás das costas, o foco dos adeptos da modalidade passa a concentrar-se exclusivamente – no que ao rugby de quinze diz respeito, bem entendido – na Divisão de Honra, que está de regresso este fim-de-semana com a realização da sua 16.ª jornada, que engloba duelos entre equipas dos grupos A e grupo B (dois deles bem interessantes!) e antecedendo novo intervalo de uma semana para se disputarem as meias-finais da Taça de Portugal.

Com a seleção de sevens envolvida na etapa de Tóquio, o principal prejudicado será Direito, com cinco jogadores no Japão, mas também o CDUP irá até Coimbra desfalcado de duas valiosas peças.  
Eis o programa completo da ronda, toda a disputar na tarde de sábado.


TÉCNICO-BELENENSES (Olaias, 15.00)
Com o avançar da época, cada jogo dos engenheiros contra equipas do grupo A é sempre rodeado de grande expetativa e antecedido pela natural incógnita: será desta que o líder da classificação vai perder contra alguém – teoricamente – mais forte? 
E a resposta tem sido sempre a mesma: não, ainda não foi desta.
É claro que o duelo de amanhã entre dois emblemas históricos do rugby nacional não foge à regra. 
Na 1.ª volta, no Restelo, o Técnico venceu por 29-12, dando início à atual sequência vitoriosa que data desde esse dia 12 de outubro, há mais de cinco meses, com dez triunfos consecutivos! 
Já os azuis, que somam três vitórias seguidas contra equipas do grupo B são a única formação que tem a classificação praticamente estabelecida, pois dificilmente apanhará o 4.º CDUL (que tem mais 13 pontos) e já não será igualada pelo Cascais (6.º, com menos 14 pontos).
Essa circunstância transmite aos azuis uma tranquilidade que lhe tem permitido assimilar e adotar calmamente a sua legião estrangeira (dois sul-africanos e o tonguiano Hafu), sendo agora uma equipa bem mais regular e consistente, ao contrário do que acontecia há uns meses, quando os azuis oscilavam, dentro dos 80 minutos, entre o excelente e o confrangedor.   
Com o titular António Marques (Técnico) e o pouco utilizado Bernardo Seara Cardoso (Belenenses) em Tóquio, vai ser curioso verificar de que forma as defesas se irão impor, ou não, aos ataques. 
E neste particular, se as duas equipas se equivalem a marcar (62-57 em ensaios, duelo favorável aos das Olaias), os engenheiros são muito superiores no setor defensivo, pois concederam menos de metade dos ensaios dos do Restelo (18 para 40). E essa tem sido a força que vai mantendo o Técnico no topo da tabela.

    
          
ACADÉMICA-CDUP (Estádio Universitário de Coimbra, 15.00)
O duelo de pretendentes a estarem nos play-off é o segundo jogo mais interessante da ronda (em termos classificativos até se calhar será mesmo o de maior importância, dado o que está em causa) e vai disputar-se não em Taveiro, morada habitual dos pretos, mas desta vez no seu velhinho e histórico Universitário de Coimbra.
Com o CDUP a alinhar sem uma das poucas coisas boas que aconteceram a Portugal na recém-terminada Taça Europeia das Nações – a aparição do jovem centro Pedro Ávila (40 pontos em pontapés, um muro a defender e sempre grande disponibilidade para o ataque) – nem o melhor jogador português desta época no circuito mundial de sevens – o aguerrido Nuno Sousa Guedes – a equipa da casa tem uma oportunidade de ouro para: a) corrigir a derrota da 1.ª volta (22-7); e b) ultrapassar um rival direto que se encontra dois pontos acima da tabela, assumindo-se como o principal adversário do Cascais na procura do mágico 6.º lugar.
Duas equipas que defendem não muito bem (60 ensaios encaixados pelos pretos contra 58 dos portuenses, respetivamente o segundo e terceiro piores registos da DH), poderão proporcionar uma partida com muitos ensaios. E neste departamento a Académica é bem mais eficaz (33 toques de meta obtidos contra 23), pelo que uma repetição do resultado da temporada passa – 35-31 para o quinze de Coimbra num jogo com nove ensaios – não seria nada de abrir a boca de espanto.           



CRAV-CDUL (Coutada, 15.30)
Mesmo sem Tomás Noronha (15 toques de meta / 121 pontos), melhor marcador de ensaios do campeonato, ao serviço dos sevens nacionais no Japão, os universitários não irão ter quaisquer problemas nesta sua longa viagem até Arcos de Valdevez, até por que os minhotos parecem estar longe dos melhores momentos que já viveram esta época – e não ganham desde 14 de dezembro!
Não é preciso ser bruxo para prever mais uns quantos ensaios para juntar aos 78 (em 14 jogos!) já alcançados pelo melhor ataque da DH.

   
        
MONTEMOR-DIREITO (Montemor-o-Novo, 16.00)
Tal como na partida anterior, este também será certamente um jogo de sentido único – e com os campeões nacionais muito atentos ao que se vai passando nas Olaias, pois o 1.º lugar está apenas a cinco pontos… –, pese embora a ausência de cinco advogados em Tóquio. 
Mas o regresso de vários internacionais com o ritmo adquirido na Taça Europeia das Nações irá ajudar a equipa da Martim Aguiar a cavar as naturais distâncias que separam dois quinzes nos antípodas da classificação.


CASCAIS-AGRONOMIA (Guia, 18.00)
A derrota caseira na última jornada frente ao Técnico atirou com os agrónomos para o 3.º lugar da tabela que, a manter-se, obrigaria os homens de Murray Cox a terem que disputar os play-offs na Tapada, não acedendo diretamente às meias-finais – algo que terão cinco jogos para tentar corrigir.
Ora tendo em visto o acontecido no jogo da 1.ª volta – no qual Agronomia venceu por 38-12 (e seis ensaios a zero…) –, mesmo sabendo que o jogo será desta feita no sintético da Guia, não prognosticamos qualquer surpresa, pois existe um claro desnível entre as duas formações.
O Dramático vem de um empate na casa do CDUP e sabe que um mero ponto de bónus seria muito bem-vindo para as suas contas de se manter em posição de acesso aos play-off. 
Onde, se a ordem classificativa assim se conservasse, iria defrontar, adivinhem, o seu adversário de amanhã.   

5 comentários:

Anónimo disse...

Voltaram os jogod ao caldeirao em coimbra. Metam.se a pau!

Anónimo disse...

resultados?

Manuel Cabral disse...

Conforme chegam, são colocados aqui: http://www.maodemestre.com/p/jogos-da-semana.html

Anónimo disse...

Grande jogo na Guia. Pena o arbitro nao ter visto um ensaio claro do Cascais, e ter parado uma jogada clara de ensaio para dar encarnado a um jogador da agronomia.
Depois do ultimo jogo no porto em que a arbitragem ter claramente prejudicado o cascais, (arbitro de nivel 1) esta semana nao sao nomeados fiscais!
Pelo menos um dos ensaios do cascais teria sido validado!
O cascais poderia ter feito ponto de bonus defensivo.

Silvino Salgueiro - Il Padrino disse...

Académica 36 - CDUP 7