4 de novembro de 2013

PRIMEIROS VENCEM E EQUILÍBRIO MANTÉM-SE NA PRIMEIRONA

Quarta jornada da Primeirona e as duas equipas da frente continuam intocáveis, somando mais uma vitória com bónus de ataque.

A vantagem vai para a Lousã que conseguiu aquele ponto extra em todas as partidas, enquanto o Caldas só o conseguiu em duas ocasiões.

O Benfica venceu também, mantendo o terceiro lugar, mas agora a solo, já que o Évora não marcou pontos, enquanto o Sporting sobe dois lugares, ultrapassando Setúbal e Évora.

O Loulé afasta-se da zona de perigo, vencendo em Santarém, e a equipa da casa levou o prémio de consolação ao conseguir o ponto de bónus, enquanto Agrária e São Miguel apenas com derrotas, como o Santarém, continuam com um solitário ponto de bónus defensivo a marcar a sua partilha da última posição.




Dia tranquilo para a Lousã que somou a sua quarta vitória de cinco pontos, e que soma já 220 pontos marcados - média de 55 por jogo - num registo que não recordamos ter visto anteriormente na equipa.
Com uma média de quase oito ensaios por jogo, os serranos mostram uma grande eficácia ofensiva, que justifica os pontos de bónus obtidos.
Mais significativo, no entanto é o facto de ter concedido apenas seis pontos  na conversão de duas penalidades, continuando virgem na utilização da sua área de validação pelos adversários.
A Agrária  não envelheceu da semana passada para esta semana, e os seus jovens guerreiros continuam a sua - por vezes dolorosa - conquista da experiência, mas agora tendo já deixado para trás Lousã, Benfica e Évora, faltando das principais candidatas apenas o Caldas...
Será que com adversários mais acessíveis, as lições tiradas dos encontros com os mais fortes renderão alguns dividendos?

Os que esquecem ou ignoram a história baseiam as suas afirmações no desconhecimento das coisas, e na maior parte dos casos, não fazem a mínima ideia do que falam, ou do que aqueles de quem falam tiveram de sofrer para chegarem onde chegaram.
Caldas e Évora encontraram-se pela primeira vez em 14 de Novembro de 2004 e os chaparros venceram por 115-0...
Desde esse dia até às 15 horas de sábado as equipas voltaram a encontrar-se por mais 10 vezes, e nelas nunca o Caldas conseguiu evitar a derrota. 
E algumas bem pesadas, como os 91-5 de 2005-06, ou os 131-3 de 2007-08...
Sábado, às 15 horas, foi o dia da desforra! Foi o dia em que a honra dos pelicanos se restabeleceu, e não existe agora qualquer razão para que os seus jogadores e responsáveis não sintam um enorme orgulho em tudo o que passaram para aqui chegarem - mesmo que isso provoque inveja em muita gentinha...
A história deste jogo foi bem mais a história de um clube que cresceu, do que o encontro entre dois velhos rivais... A história que se começou a escrever no sábado tem os mesmos personagens, mas o enredo é muito diferente...
Quanto ao jogo, o equilíbrio foi a nota dominante da primeira parte, que terminou com 6-0 para a equipa da casa, mas nos primeiros 25 minutos do segundo tempo só deu Caldas, que elevou o marcador até aos 30-6, altura em que tirou o pé do acelerador.
E foi só aos 35 minutos que David Mateus resolveu oferecer o ponto de bónus ao seu clube, com um ensaio de 60 metros...

Uma deslocação difícil do Benfica, que trouxe uma importantíssima vitória do Vale da Rosa, mesmo que sem ponto de bónus.
Aliás os donos da casa nunca baixaram os braços como o bónus defensivo demonstra, mesmo que sem ter conseguido qualquer ensaio.
Os encarnados isolam-se na terceira posição, e consolidam a sua candidatura ao play-off final - falta saber se terão capacidade para lutar pelos lugares do topo, e por uma eventual vitória na prova.

O Sporting entrou bem no jogo e marcou o ritmo da partida durante os primeiros 10 minutos, quando conseguiu os seus primeiros pontos através da marcação de uma penalidade.
A partir daí o São Miguel tomou as rédeas do jogo e por 20 minutos dominou os acontecimentos, faltando-lhe apenas marcar pontos.
O que poderia ter acontecido por duas vezes, não fossem duas pisadelas assinaladas ao seu ponta na linha lateral .
Aquelas marcações originaram forte contestação da matilha bulldog – dentro e fora de campo – mas acreditamos que na primeira ocasião sem qualquer razão, e quanto à segunda, ficamos na dúvida.
Infelizmente a FPR enviou à Rio de Janeiro uma equipa de arbitragem constituída apenas por um elemento, mas os clubes não podem reclamar porque nada têm feito para ajudar a resolver o problema da falta de árbitros.
Enquanto os principais interessados não indicarem elementos candidatos à
formação como árbitros, a sua escassez vai continuar – e são eles, os interessados os principais responsáveis pela situação.
Sem qualquer juízo de valor sobre as duas equipas em presença, nesta matéria.
Mais preocupante foi a sucessão de erros individuais cometidos pela equipa da casa, que entre faltas desnecessárias e pontapés falhados, deixaram passar o momento do jogo em que o tiveram na mão.
Claro que também lá estava o Sporting que defendeu bem e acabou por conseguir suster o volume de jogo do São Miguel.
Já na parte final do primeiro tempo os leões conseguem sair do seu meio campo e pontuam através de um ensaio de penalidade por falta cometida sobre a linha de ensaio.
Mas o ensaio não afectou os bulldogs, que reagiram e conseguiram também um ensaio antes do intervalo, levando o marcador a 10-8 ao fim dos primeiros 40 minutos.
No segundo tempo o Sporting volta a ter ascendente, melhorando nas situações estáticas, mas foi então a defesa do São Miguel a conseguir evitar que os leões voltassem a invadir a sua área de validação.
No entanto, cometendo muitas faltas, a equipa da casa permitiu que os visitantes fossem aumentando a sua vantagem, que chegou aos 19-8.
De qualquer modo, em mais uma jogada de linha e através do seu rápido ponta Luis Rodrigues, o São Miguel volta a marcar ensaio, não transformado (19-13), mas ficou-se por aí, acabando por deitar fora o ponto de bónus defensivo, em mais uma falta e respectiva penalidade transformada pelo Sporting.
Duas equipas com larga margem de progressão, a quem mais calma e respeito pela arbitragem - mesmo quando não concordam com ela - apenas trará coisas boas. Tanto no que respeita à contestação dentro de campo, como ao comportamento das claques.

Jogo de grande rivalidade e equilíbrio, em que o resultado podia ter caído para qualquer dos lados.
Ficou melhor o Loulé, que não se intimidou com o ambiente, e acabou por levar os pontos para o Algarve.
Também em Santarém se viveu durante o jogo um certo ambiente que ultrapassa a saudável rivalidade, e tememos que haja uma tendência para as equipas quererem resolver os problemas com argumentos em desuso, e que poderão trazer dissabores aos clubes e jogadores, com o andar da carruagem.
A época vai no princípio e bom será que a generalidade dos clubes dê mais atenção às questões disciplinares, pois o eco que nos vai chegando dos diversos campos do país, nas diversas categorias, começa a ser preocupante.
Não vale a pena insistirem nas críticas aos árbitros, pois sabendo-se que o nível técnico médio das equipas é o que é, não podem pretender ter árbitros de competência internacional a dirigirem as partidas...
Querem melhores árbitros?
O primeiro passo é respeitarem os que existem!


Fotos: Teresa Mendes Vitorino

30 comentários:

Anónimo disse...

Um pequeno pormenor...a 1a parte equilibrada do caldas evora acabou 22-0 e nao 6-0...lollll

Anónimo disse...

Na análise ao jogo do Santarém vs Loulé, ficamos sem saber o que se passou durante o jogo..

Anónimo disse...

Bom dia,

Só para corrigir a informação publicada, o Caldas vencia ao intervalo por 23-0, os 06-00 registaram-se até cerca de 10 min. do final da 1ª parte,onde o David Mateus ao estilo Slalom e a passar por cerca de 5/6 jogadores marca um ensaio de 40m,(a somar ao de 60m na segunda).

Nuno Lobo disse...

Sou jogador do Cre e apenas quero comentar o seu comentário...
"A história que se começou a escrever no sábado tem os mesmos personagens..."
Acha mesmo que sim???
O David Mateus, o Frederico Melim, O Bernardo Déça, o Nuno Taful,(que por lesão até nem jogou), o Frederico Vasconselos...
O ano passado, ou nos anos anteriores eram jogadores do Caldas???
Queria também reforçar que o jogo na primeira parte não terminou 6-0 mas sim 22-0.
Reforço aqui também que o Caldas foi um justo vencedor e que teve o mérito da vitória, embora sem alguns dos seus jogadores que referenciei era uma equipa banal, tal e qual aquela que defrontamos o ano passado já com a presença do Nuno Taful... Neste amadorismo uns euros fazem muita diferença... Tenho um orgulho enorme em pertencer a um clube que consome aquilo que produz e que há anos que anda na luta de uma forma genuína, honesta e com um enorme espírito de Rugby.
Agradecia-lhe que tivesse um pouco mais de regrado e respeito no que toca à forma de escrever que têm sobre o meu clube.
Um adepto seu que respeita e admira o seu trabalho e que por acaso joga rugby à 23 anos...
Abraço

Anónimo disse...

TOP CANDIDATOS

Lousã
Caldas

eventuais candidatos

CRÉ
SLB

permanência garantida

Setubal
Loulé

luta pela permanência

Santarém
São Miguel
Sporting
Agrária

Anónimo disse...

Ao das 14.20.
És novato no rugby ?... Não acredito, mas um prognostico nesta modalidade a 6 meses de distância revela muita ingenuidade.
Ao Nuno Lobo das 14.14
O Évora anda de forma genuína e honesta!!!!
Concordo, mas não são os únicos e se o Caldas conseguiu estes apoios da autarquia e dum sponsor não quer dizer que não ande de forma genuina e correta. Pelo menos numa coisa mostra ser muito superior ao Évora. Em menos anos de rugby conseguiu umas instalações óptimas e este ano um patrocinador igualmente óptimo. Se calhar se o Nuno Lobo também tivesse tido essa possibilidade, ou melhor dizendo, se o Évora já tivesse instalações pelas quais luta à tantos anos, talvez também conseguisse outros apoios e com outros apoios deixava de ser tão genuino e se calhar até "mandava" vir alguns jogadores de fora. é caso para dizer e não leve a mal. No Alentejo, devagar, devagarinho e talvez daqui a 20 anos tenham um campo de rugby.

Anónimo disse...

Aos 40 minutos da primeira parte o Caldas vencia por 6-0. Nos descontos, aliás naturais, o Caldas marcou 2 ensaios, exactamente aos 42 e aos 44 minutos.

João Martins - SM disse...

Sou adepto de rugby há largos anos e este ano tenho o prazer de ver o meu São Miguel na Primeira Divisão. Em virtude de ter um estabelecimento na Gastronomia de Santarém e de saber que iria haver jogo em Santarém entre dois adversários do meu clube desloquei-me ao Cnema para ver o jogo Santarém x Loulé.
O que vi para meu espanto, foi tudo menos um jogo de rugby. Foi um jogo de porrada e do árbitro. E se dúvidas houvessem o árbitro entrou a abrir e logo aos 3 ou 4 minutos de jogo expulsou um jogador do Santarém sem ninguém nas bancadas perceber o porquê. Nos primeiros 40 minutos o Santarém lá foi controlando o jogo e chegou ao intervalo em vantagem (18-7) com o Loulé a preocupar-se única e exclusivamente em discutir toda e qualquer decisão do árbitro e distribuir fruta, tendo algumas expulsões durante a partida (tal como o Santarém). Na segunda parte a história foi diferente, o Santarém baixou o ritmo e o Loulé colocou-se em vantagem... Depois de muita porrada no chão e voltas nos rucks para roubar a bola, com o árbitro a registar toda e qualquer falta... Sempre a favor dos algarvios! O Santarém não baixou os braços e voltaria para a frente do marcador. Nos minutos finais o Loulé viria a registar o volte-face e passaria para a frente da partida, tendo o resultado final fixado-se nos 26-25.

Foi um jogo muito feio para os três lados, em que nenhuma equipa honrou o rugby, mas a falta de qualidade do árbitro foi uma coisa gritante, tirando mesmo a vitória à equipa da casa.
Alguns amigos já me tinham alertado para o anti-jogo do Loulé, mas ainda estou boquiaberto com o que vi ontem... Não percebo como é que uma equipa chega a esta falta de nível.

Abraço bulldog
João Martins

Anónimo disse...

eu nem ia dizer nada pois o que se passou passou mas obrigado ao joão martins por divulgar os acontecimentos do jogo ontem no cnema. infelizmente o RCS tudo fez para vencer o jogo mas não teve os privilégios que o loulé teve. seguiremos o nosso caminho e venha o évora.

jogador do RCS

Anónimo disse...

Uma pessoa do São Miguel a falar mal de outros clubes ?!

Especialmente do Loulé ?!

Não caibo em mim de choque...

Anónimo disse...

Aqui ningém falou mal apenas relatou o que realmente se passou ontem á tarde num espetáculo de porrada em que nada dignifica o desporto

João Martins - SM disse...

Caro anónimo das 16:41 nunca tive qualquer intenção de falar mal gratuitamente do Loulé. O que disse foi o que vi, e se acho que a equipa do Santarém esteve mal nalguns momentos do jogo não há palavras para caracterizar o jogo do árbitro e o anti-jogo do Loulé.

Abraço bulldog
João Martins

Anónimo disse...

Isto é incrivel como é que um adepto de coraçao do sao miguel esta mais preocupado c o Loulé e nem fala do jogo do sao miguel vs sporting nem diz nem bem nem mal sinceramente as vezes mais vale estar calado preocupado c a sua manutençao e deichar os outros em paz

Anónimo disse...

Realmente há Clubes que tem um mau perder terrivel e principalmente os Homens do São Miguel, quando perdem a culpa é sempre dos arbitros. A asia que tem tido com o R C Loulé já não é de agora, já leva alguns anos. Pois sempre se insurgiram contra os árbitros algarvios a apitarem em Loulé. Mas quando jogamos em Lisboa, os arbitros são de Lisboa e muitas vezes ligados aos Clubes que o Loulé esta a defrontar. Acho que o proximo passo que devem começar a contestar, alem dos arbitros do Algarve não poderem apitar jogos do Loulé, devem tambem contestar os arbitros que passam ferias no Algarve pois tambem devem ter ligações ao R. C. Loulé.
Fiquem bem.

Anónimo disse...

Caro João Martins.
O se o senhor não percebeu a razão da expulsão do jogador e capitão do santarém passo a explicar: o atleta ao ver o cartão amarelo por palavras continuou o seu dialogo e chamou a mãe do arbitro para dentro de campo, se é que me faço entender.
O Loulé teve 4 expulsões: a primeira o atleta tentou interceptar a bola não conseguindo e fez toque para diante e por esse motivo levou amarelo (e bem a meu ver) depois houve duas expulsões, 1 na 1 parte e outra na 2 parte por placagens altas por mal abordagem ao lance dos defesas mas nunca por má intensão do atleta e apenas uma (a 3 expulsão) por pisar um jogador no ruck estando este caído do lado de Loulé impedindo a saída da bola. O Loulé não contestou nenhuma das expulsões.
Fala em porrada mas eu não me lembro de nenhum tipo de porrada entre a equipa do Loulé e do Santarém tanto que quando o chegou terminou a equipa do Loulé tentou acalmar as situações quando jogadores/ adeptos entraram dentro de campo a "pedir" explicações ao arbitro, pois nós, por muito menos, ficamos 1 ano sem jogar no nosso campo e sabemos bem as conseguencias que isso traz para o clube/equipa.
Fala ainda em anti-jogo, explique me lá como é que uma equipa que está a perder quase o jogo todo e em busca da vitória faz anti-jogo e consegue dar a volta ao marcador por 3 vezes?
Caro amigo peço lhe que se dedique aos comes e bebes em vez de ser comentador.
As melhoras...
Luis Gomes - Jogador do Rugby C. Loulé

Anónimo disse...

Os amigos do São Miguel esquecem-se é que a invasão de campo do ano passado e já este ano com o Sporting houve escaramuças e tem vindo sempre do lado deles...

Anónimo disse...

Posso-me enganar mas pelo que vejo o RC Loulé vai ser uma das grandes surpresas desta primeirona, pela positiva.

Anónimo disse...

e qual é o mal de um adepto de um clube ver e comentar jogos de outros? desde que haja imparcialidade como parece ser o caso não vejo onde está o problema. parece que tocou nalgum ponto sensível dos louletanos...

Anónimo disse...

anonimo das 19.21 que escaramuças é que houve no Jogo do Sao Miguel vs Sporting ? tive o jogo inteiro no estádio e não vi nem uma.

alem que o Sporting na sua pagina de Facebook diz o seguinte "GRANDE 3ªPARTE ORGANIZADA PELO CR SÃO MIGUEL!
o rugby também é isto."

Saudações a todos os amantes "verdadeiros" do Rugby

Ass. Miguel Almeida Pereira

Anónimo disse...

Ao anónimo das 15:36

Antes de falar sem saber dos factos devia procurar informar-se, porque depois saem calinadas...
"No Alentejo, devagar, devagarinho e talvez daqui a 20 anos tenham um campo de rugby."

Palavras suas.... Se não sabe, devia saber que tanto o Montemor (D.Honra) como o Évora têm campos de rugby e com instalações bem melhores do que alguns clubes "maiores"!
E isto são apenas dois exemplos de cabeça, de entre outros que possam haver no Alentejo que referiu


Abracos

Antonio Silvestre disse...

Ola,

Estes amigos do Loule sao uns caceteiros do pior, quando levam alguma bem dada e leal ficam todos chocados, no final do jogo sao todos amigos e acham que esta tudo bem. Dizem que sao os do S. Miguel sempre a criticar mas todas as jornadas temos aqui comentarios a falar do mesmo.

Quanto ao Sr. joao martins nao comentar o jogo do seu clube, se lerem bem percebem que ele estava em Santarem na feira... dai ir ver o jogo do Loule e Santarem.

Quanto ao S. Miguel invadir campos, vejam la as filmagens (que falam e nao publicaram) e vejam que foi que invadiu e agrediu primeiro...

Quanto as escaramucas, nao se viu nada no sabado e ate os lagartos conviveram com o grande espirito do nosso clube.

Quanto a culpar os arbitros... entao marcamos 2 ensaios, o adversario nao marca nem um e nao ha gato aqui? um arbitro que marca 3 faltas nos 3 primeiros rucks que o sporting entra no meio campo do S. Miguel? Marca ensaio de penalidade mas nem amarelo da ao jogador? Enfim... como dizia o capitao da equipa senior: ha que jogar o suficiente para ganhar em qualquer condicao! A equipa esteve 60min no meio campo do Sporting e perdeu. Devia ter marcado mais pontos e pronto.

No fim fazem se as contas!

Jojo disse...

De facto há coisas que me surpreendem... e muito! Já tenho umas décadas de rugby e sinceramente faz-me uma certa confusão ver o São Miguel tão mencionado no que diz respeito ao jogo de outros clubes, parecem aquelas discussões de futebol tipo Slb, Scp e Fcp... confuso! No que se refere ao Jogo São Miguel - Sporting e sem querer falar em arbitragens... como o Minhoto já referiu em espaço próprio... o que é chato é perder tendo marcado dois ensaios e o adversário nenhum, mas haja respeito pelos adversários que se bateram bem e ganharam!!! Problemas, de facto não vi nenhum, tirando umas trocas de "meiguices" dentro de campo e que foram punidas segundo o critério do árbitro!!!

Jojo disse...

Os anónimos confundem-me... verdade seja dita!

Anónimo disse...

campos sinteticos, não são boas instalações para rugby, só em locais onde o inverno não permite os naturais (saracens ).....boas instalaçõe = agronomia 3 campos, crav 2, académica ? e pouco mais (infelizmente)

Jojo disse...

Haja dinheiro... anónimo das 00.02... ainda me recordo de treinar na reitoria porque o Universitário de Lx estava interdito... e o jogos por vezes era tipo luta na lama... que prefiro os pitons de metal e a relva natural, sem dúvida, mas antes os sintéticos que os pelados!

Anónimo disse...

"o que é chato é perder tendo marcado dois ensaios e o adversário nenhum, mas haja respeito pelos adversários que se bateram bem e ganharam!!!"

Tem tantos anos de rugby que ainda não percebeu que não é só de ensaios que o jogo é feito ?

É como no ano passado.. ganharam o campeonato e o Sporting a Taça.. lol.

Jojo disse...

Não falando nas gravatas e placagens sem bola... dos dois lados... que dão direito a cartão amarelo e também não foram mostrados! Entre o São Miguel e o Sporting! Critérios... nem sequer foram advertidos!!! Os amarelos que vi não entendi!!! Possivelmente falta de compreensão das novas regras!!

Jojo disse...

Se percebo... e bem... mas que é chato é chato! :)

Jojo disse...

Não ganhámos o campeonato... o Scp foi o digno vencedor... e os anos de rugby que tenho não me fazem andar a largar aqui LOLs... não é a linguagem correcta! Mas não tenho de andar aqui a dar lições a ninguém, mas que me seja permitido deixar a opinião!! Qto às taças do Scp que vão discutir isso con o Benfica... lá nos futebois!!! Caro anónimo... pelos vistos verde e branco!!

Manuel Cabral disse...

Esta conversa não vai levar alado nenhum.
A caixa de comentários deste artigo fica encerrada a partir de agora.