15 de fevereiro de 2014

FASE DE PRIMAVERA ARRANCA EM PORTO DE MÓS *

* Luis Sabido
Este Domingo dia 16 de Fevereiro arranca a fase de Primavera do Circuito Nacional de Equipas Emergentes!

Os contadores voltam ao 0 e temos tudo em aberto para cinco jornadas planeadas e todo um leque de equipas, que não para de crescer, a participar!

A abertura está por conta do RC de Leiria e a prova irá se desenrolar no Complexo Desportivo de Porto de Mós, início pelas 12:00.

Anunciado o quadro competitivo vemos 11 equipas anunciadas, vemos o regresso do Santarém, com a designação de Lions**, vencedores da ultima jornada, uma equipa do Rugby Universidade de Aveiro, que já tinha sido anunciada na jornada anterior e acabou por não aparecer, uma equipa que poderá ser novidade designada por IP Porto, pouco sabemos sobre eles, poderão ser uma encarnação da equipa do Sport Club do Porto para a participação nos Emergentes ou uma equipa independente, todas as novidades são boas e esperamos que sejam de facto uma equipa independente do Sport pois isso só quererá dizer que há um bom crescimento da modalidade na zona do Porto.

Anunciado está também o Clube de Rugby da Universidade da Beira Interior, que se vai estrear este ano
nos emergentes, o CRUbi já é conhecido do Circuito, registou três participações em 2011-2012 e quatro participações em 2012-2013 conquistando na fase de Verão do ano passado o 5.º Lugar. Esperemos que este anúncio signifique uma participação regular nesta fase, estas equipas de rugby no interior do país, onde a tradição da modalidade é pouca ou nenhuma, são importantes para a divulgação regional da modalidade e o seu trabalho é sempre de louvar.

Naval 1º de Maio, RC Leiria, Dark Horses, Ensiguarda e Santo Amaro, equipas mais regulares no Circuito de Emergentes em anos anteriores, juntamente com as equipas do Rugby do Oeste P e C finalizam o rol de participantes.

As equipas foram divididas então em três séries como podemos constatar, olharemos brevemente para cada em jeito de antevisão.

Na Série A, 3 equipas vencedoras de jornadas, duas delas já vencedoras de Circuitos no passado e uma incógnita configuram aquilo que só poderá ser um "grupo da morte". Quem perder a primeira partida fica automaticamente barrado dos primeiros lugares da prova pelo que não se admite nenhum erro, e se o sorteio foi aparentemente mais favorável à Naval 1º de Maio, a jornada passada provou que equipas novas no circuito podem vir com traquejo para as disputar.

Já o Santo Amaro de Oeiras, que tem estado ausente da competição, vai ter muitas provas a dar contra um Santarém que venceu na jornada passada a Naval 1º de Maio com quem o Santo Amaro já perdeu este ano em Leiria.

Um grupo decididamente de previsão muito difícil que será preciso esperar para ver, não adiantamos um favorito.

Na Série B o RC Leiria, favorito com base nas classificação da fase de Inverno, vai também ver-se frente a um incógnito, no mesmo esquema do grupo anterior o primeiro jogo é de vital importância portanto a equipa da casa não poderá levar este RU Aveiro de animo leve, como o Santarém e o Santo Amaro é uma equipa ligada às competições nacionais e por isso poderá ter argumentos, dado a sua regularidade de treinos e de competição, que o RC Leiria poderá não ter. Mais um jogo de esperar para ver.

Oeste P e Ensiguarda disputam a outra partida, são equipas que ainda não tiveram hipóteses de se enfrentar e se a Ensiguarda tem sido a lanterna vermelha das jornadas as equipas do Oeste ainda não encontraram a sua regularidade na prova, pelo que aqui também poderá haver algumas dúvidas. A Ensiguarda bateu, com alguma surpresa, a equipa dos Dark Horses na jornada anterior, que se explica por uma opção da equipa de Lisboa de rodar alguns dos seus elementos nessa jornada mas que não retira o valor da vitória a uma das formações mais jovens na competição.

Mais uma série de difícil previsão, mas propomos que a experiência do RC Leiria na prova, aliado ao fator casa, poderá levar a melhor.

Na Série C, com três equipas, Dark Horses enfrentam o Oeste C e o CRUbi, aqui todos jogam contra todos para a definição das posições. A equipa Lisboeta dos Dark Horses será aqui a favorita, tendo já enfrentado ambas as equipas do Oeste e vencido. O CRUbi já registou em anos anteriores vitória sobre os Dark Horses, mas a equipa de Lisboa é de longe mais regular pelo que se mantém o seu favoritismo, entre CRUbi e Oeste C reservamos os "prognósticos para o fim" da partida...

E é este o desenrolar do dia em Porto de Mós, mais uma prova cheia de rugby e boa disposição com a promessa de uma boa terceira parte pelo RC Leiria cortesia dos seus apoios para a prova!

Boa sorte a todas as equipas !


** Segundo informação que nos chegou e que agradecemos, a equipa do Santarém Lions é composta por jogadores do RC Santarém e do IP Thomar.

6 comentários:

Anónimo disse...

O Santarém Lions não é uma equipa do Rugby Clube de Santarém, é, sim, um misto de jogadores do Rugby Clube de Santarém com jogadores do IP Thomar Rugby.

Abraço

Luis Sabido disse...

Obrigado pela informação !

Anónimo disse...

E por falar em Santarém, acho muito inteligente a forma como o Santarém está a gerir a sua participação nesta competição, dando tempo de jogo a jogadores menos experientes e/ou menos utilizados.

Anónimo disse...

mais ou menos...segundo sei amanhã o santarem irá levar dois habituais titulares da equipa que joga o campeonato nacional...

António Vidigal disse...

Nada que o Caldas não esteja a fazer desde o início da época, combinando jovens sub-18 e sub-21, dando-lhes a possibilidade de ganharem ritmo competitivo nesta prova, para poderem estar em condições de chegarem à equipa senior, quando o treinador assim entender.
A irregularidade na participação deve-se á necessidade de conciliar a competição dos sub-18 com a dos emergentes.
Hoje o Rugby no Oeste estará representado com duas equipas, exclusivamente do Caldas Rugby Clube.

Bom torneio a todos e que vençam os melhores.

Anónimo disse...

Quem tiver fotos destes torneio que coloque aqui o link

Obrigado