21 de fevereiro de 2014

DIVISÃO DE HONRA DE REGRESSO… COM LISBOA A VER NAVIOS *

* António Henriques
É raro mas, por coincidência das coincidências – e devido também à inversão de campos ocorrida na jornada inaugural no jogo entre Técnico e CDUP… – o regresso da Divisão de Honra marcado para sábado e domingo, três semanas depois da última ronda (realizada a 1 de Fevereiro), não vai ter qualquer das suas cinco partidas desta 14.ª jornada a decorrer em Lisboa. 
E se anda muita gente a pedir descentralização, ora aqui está ela ao nível do ‘melão’. 
É só num fim-de-semana, mas podem aproveitar para agradáveis passeios…
Já que engloba duelos entre equipas dos grupos A e B, talvez seja curioso relembrar que dos 25 confrontos já realizados esta época entre quinzes dos dois grupos, apenas se registaram seis triunfos de formações do grupo B, com o Técnico a ter o maior quinhão já que derrotou CDUL, Direito, Belenenses e CDUP, só tendo perdido com Agronomia. 
O Cascais venceu o Belenenses e o RC Montemor surpreendeu, em casa, o CDUP.

Ou seja, só Académica e CRAV não venceram equipas do grupo A, enquanto que Agronomia é a única equipa deste grupo que não facilitou e confirmou a esperada superioridade, levando de vencida todos os seus rivais do grupo B.

E estes números significarão que o fim-de-semana vai, mais uma vez, provar o favoritismo das equipas do grupo A? 
Pensamos que sim, com a óbvia interrogação relativamente aos engenheiros, lideres que se deslocam a Leça da Palmeira para defrontar o CDUP e que pretenderão manter esse quase imaculado registo para continuarem no topo da tabela.

Eis o programa completo da ronda, dividida por dois dias.


ACADÉMICA-CDUL (Sérgio Conceição, 14.00)
Mesmo sem seis habituais titulares, incluídos na seleção nacional que precisamente à mesma hora inicia o decisivo encontro em Bruxelas frente à Bélgica para a Taça Europeia das Nações, os universitários são claramente favoritos diante dos pretos que na última partida, realizada no Restelo, conseguiram o feito de marcar quatro ensaios… e perder.
Ora a defesa do CDUL – que só uma vez concedeu quatro ensaios esta época (foi na Olaias) – não costuma facilitar, pelo que a única dúvida será se os lisboetas conseguirão, ou não, voltar a casa com o máximo de pontos no bornal.


RC MONTEMOR-BELENENSES (Montemor, 14.00)
Os azuis vão até ao Alentejo para provar que a subida de forma exibida há três semanas no jogo diante da Académica (com oito ensaios alcançados, vivó luxo!) é mesmo uma realidade. 
No jogo da 1.ª volta a equipa do Restelo apadrinhou a estreia do RC Montemor na DH com a obtenção de 11 ensaios. 
Quantos serão amanhã à tarde? 




CASCAIS-DIREITO (Guia, 15.00)
Os advogados continuam a sua saga de disputarem o campeonato diminuídos de muitos dos melhores elementos por força do seu vasto contributo para as seleções. Desta feita vão até Cascais sem meia dúzia de titulares, o que tendo em vista rondas anteriores até não é nada mau…
Claro que, e como se viu há três semanas diante do Técnico, mesmo com todas essas ausências de vulto, Martim Aguiar ainda consegue construir em Monsanto um quinze de combate e com apreciável talento. 
Ora frente à jovem e lutadora equipa do Dramático são precisamente essas as características necessárias para sair do sintético da Guia com os cinco pontos da praxe.



CRAV-AGRONOMIA (Coutada, 15.30)
Como atrás referimos, os agrónomos constituem o único conjunto do grupo A que despachou com derrotas todos os adversários do grupo B – e nem um pontinho de bónus defensivo concedeu. 
A subida ao 2.º lugar deve continuar a dar asas aos homens de Murray Cox, que tendo apenas Fernando Almeida entre os convocados por Frederico Sousa, têm todas as condições para irem ao Minho alcançar mais um robusto triunfo.



CDUP-TÉCNICO (domingo, Leça da Palmeira, 14.00)
A jornada encerra com talvez o mais equilibrado dos embates do fim de semana, com o líder a deslocar-se a casa do antepenúltimo, que na última jornada voltou aos triunfos depois de quase quatro meses a somar desaires. 
Os homens de Marcelo d’Orey – que não poderá contar, mais uma vez, com o centro Pedro Ávila (mas quantas vezes é que esta época ele alinhou de verde?) – estão agora só a quatro pontos do 6.º lugar, última posição que permite participar no play-off do título e sabem que uma vitória permitiria ficar mais perto do seu grande objetivo para esta temporada. 
Claro que pela frente estará o primeiro da tabela, equipa que sofreu apenas uma derrota na prova, no já longínquo dia 5 de outubro, às mãos da equipa da Tapada, e que vai até ao norte desfalcado apenas do pilar Bruno Rocha.
Em 2012/13 o encontro terminou com aquele que constituiu um dos dois únicos empates da época em toda a prova (12-12). Se por acaso o desfecho fosse agora o mesmo seria pela certa motivo para festejos portuenses…

13 comentários:

Anónimo disse...

há o derby dos buldogues com os lagartos...

Anónimo disse...

Não esquecer que o centro do Técnico Joshua Van Liseshout, fez as malinhas e apanhou um avião para casa.
Portanto esse também não joga ...
É o que dá ter uma equipa estruturada à volta de estrangeiros!

Anónimo disse...

O que é que dá? Não percebi...

Anónimo disse...

Dá asneira...
José Monas

Anónimo disse...

Será que o Técnico vai jogar com catorze, não haverá quem faça esta posição? Bom parece que desta vez os habituais quatro que ganham os jogos serão só três, e neste caso pode ser que os adversários consigam ganhar... vamos ver, de qualquer modo e por minha parte aposto 2 ensaios para o "novo" centro!

Anónimo disse...

Força técnico! Mesmo sem Josh vamos dar tudo. 3 bifes chega. Se calhar 4 era mesmo demais. Há muitos putos bons.

Joao Costa disse...

@anonimo 21 de Fevereiro de 2014 às 14:54

não são lagartos, são leões. isto não é futebol, é rugby. não baixemos este desporto ao nivel ao que chegou o da bola redonda.

um abraço,
João Costa


Anónimo disse...

Estou a adorar o facto de um jogo em cascais ajudar a constituir prova da descentralizaçao do rugby e que rugby nao e so em lisboa. Resume a mentalidade dos clubes de lisboa, o facto de terem que fazer 10 minutos de carro ser uma ida "a provincia". Entretanto clubes como o CRAV, CDUP e AAC sorriem e abanam a cabeça

Anónimo disse...

Toma lá o "Derby" o São Miguel ainda não entendeu que não é com propaganda que vai lá..

Anónimo disse...

Afinal parece que o técnico não precisou do centro este fim de semana. Digo eu.

Anónimo disse...

Meus caros e todos os demais que andam preocupados com o Tecnico...

Hoje foi assim: CDUP 6 V Tecnico 47.

Aaaah, e para que conste, o Tecnico jogou com quinze, marcou variso ensaios e, como os neozelandeses andavam chateados com as bocas, hoje nao marcaram nenhum!

Ainda bem que estavam os portugueses para fazer o servicinho e ganhar com ponto de bonus!

Esperam-se mais uns quantos dos voces comentarios azedos e com dor de cotovelo.

Saudacoes rugbisticas

Anónimo disse...

Atenção que o técnico marcou 5 ensaios e não 4 como indicado na tabela! Obrigado!

Manuel Cabral disse...

Anonimo das 20:50
Os resultados com fundo amarelo são provisórios e apenas servem para que a tabela seja devidamente actualizada.
Assim, como não tenho informação dos ensaios marcados pelo Técnico, coloquei lá 4, o que aciona o ponto de bónus e marquei com fundo amarelo para posterior alteração.
O mesmo para o Montemor-Belenenses...