15 de fevereiro de 2013

SEGUNDONA COM CANDIDATOS EM RISCO

A viagem dos esquilos a casa dos leões, e a visita dos ribatejanos aos tecnológicos da Caparica agita o fim de semana da Segundona na zona de apuramento Sul/Lisboa, prometendo isolar uns candidatos na frente, e deixando outros para trás.

Na zona Norte/Centro o líder vai de viagem até Tomar, enquanto na luta pelo segundo lugar os bravos vão a casa dos leitões.

ZONA SUL/LISBOA
SPORTING - BELAS
Estádio Universitário de Lisboa, sábado, 12,30 horas
Com uma derrota por um ponto apenas, o Sporting foi derrotado na primeira volta (18-17), e se não conseguir agora reverter a situação, começa a ficar numa posição complicada para quem quer discutir o acesso à fase final.
O Belas está um pouco melhor, dado que tendo um jogo a menos que o trio da frente, uma derrota não o coloca numa posição tão difícil.
No entanto, esta é uma excelente oportunidade para qualquer uma das equipas se distinguir pela positiva, e fugir à companhia da outra.
Os leões perderam na semana passada na Moita do Ribatejo, enquanto os esquilos ficaram sem jogo, já que o seu suposto adversário pediu (mais) um adiamento, mas o jogo vai ser decidido a favor da equipa que melhor recuperou do Carnaval...

FCT - BEIRA MAR
Sobreda da Caparica, sábado, 16 horas
Mais um duelo entre candidatos, com a visita da equipa da Moita do Ribatejo aos universitários da Sobreda da Caparica, em que nenhuma das equipas pode perder.
A FCT está numa posição semelhante ao Sporting, e mais uma derrota atira a equipa para uma posição desconfortável, e de difícil recuperação.
O Beira Mar vai à frente da tabela, e se conseguir mais esta vitória começa a apontar-se com mais rigor como candidato ao apuramento.
Na primeira volta os ribatejanos estiveram mais fortes e acabaram por vencer por 10-3, mas a FCT parece recuperada dum início de prova menos bom e não vai entregar o jogo ao adversário.

ELVAS - ÉVORA B
Pista de Atletismo de Elvas, sábado, 16,30 horas
Podia ser um grande duelo alentejano, mas o elvas ainda não conseguiu arrancar em definitivo com as vitórias e, mais importante, com uma equipa consistente e ambiciosa.
O Évora B tem oscilado muito, entremeando boas vitórias com derrotas menos esperadas.
Nesta situação a vantagem é dos chaparros, que devem mesmo conseguir o bónus de ataque.

SÃO MIGUEL - TÉCNICO B
Estádio Nacional, sábado 16, 17 horas
Segunda semana seguida para os buldogues descansarem da corrida à qualificação, e para se recuperarem da derrota que sorferam na semana passada.
O Técnico surpreendeu pela negativa no fim de semana passado, quando não apresentou as três equipas que mantém em competição, no escalão dos adultos, pelo que ficamos sem saber como reagirá esta semana.

OEIRAS - KELLERMANN
Estádio Nacional, domingo, 14 horas
Apesar da equipa do Cacém ter conseguido marcar um terço de todos os pontos obtidos na competição, no encontro do fim de semana passado, dificilmente conseguirá repetir o feito.
O Oeiras vai prevenido e desejoso de conseguir o maior número de pontos possível, não vá haver algum imponderável e a possibilidade de apuramento surgir de novo, pelo que depois da vitória na primeira volta (43-5), novo sucesso deve acontecer.

ZONA NORTE/CENTRO - APURADOS
FAMALICÃO - TOMAR
Municipal de Tomar, domingo, 15 horas
Com duas avultadas vitórias nas duas primeiras jornadas da fase regional, o Famalicão assume-se como principal candidato à cabeça da zona norte/centro.
Se a equipa minhota mantiver o rendimento das duas semanas anteriores, muito dificilmente deixará de vencer esta zona de classificação, faltando apenas saber como se comportará contra as melhores equipas da zona Sul/Lisboa.
O Tomar vai-se estrear no seu terreno, mas não será por isso que vai conseguir evitar a derrota, e talvez deva começar a pensar se será certa a sua inclusão nesta zona de apuramento, ou se deve deslocar-se para o sul, integrando-se na zona do Sul/Lisboa.

BAIRRADA - GUIMARÃES
Moita da Anadia, domingo, 15 horas
Com os famalicenses lançados para a vitória no grupo, resta saber quem os acompanhará na Fase Final da prova.
Jogo de difícil previsão, já que as equipas não se defrontam há muito tempo, não sendo possível ter uma avaliação fundamentada sobre o valor relativo das duas equipas.
E como no confronto com o Famalicão foram ambas carimbadas com 57 pontos, a única coisa que se pdoe dizer é que parecem niveladas por baixo...

ZONA NORTE/CENTRO - NÃO APURADOS

LOUSADA - AVEIRO
Lousada, sábado, 13 horas
As equipas defrontaram-se no ano passado, tendo a vitória sorrido aos aveirenses, que jogaram em casa (25-12 com 5-2 em ensaios), pelo que o interesse deste encontro reside especialmente em saber até que ponto a Lousada evoluiu, e como se comportará o Aveiro com uma longa deslocação ao Norte.

CRAV B - BRAGA
Arcos, domingo, 16,30 horas
Com a Divisão de Honra parada talvez o CRAV opte por manter alguns dos seus jogadores de primeira em atividade, o que não será nada bom para os gladiadores.
De qualquer forma estes encontros fornecem sempre oportunidades de aprendizagem que o Braga não deve deixar passar sem aproveitar.
Foto: Luis Moutinho

20 comentários:

Anónimo disse...

Não percebo bem, o porquê de você tanto desvalorizar a equipa da Moita. Eles são sem dúvida um excelente candidado à fase seguinte, mas você insiste em tirar-lhes crédito!

Anónimo disse...

Só para esclarecer que o jogo sub21 Cdul -Tecnico foi adiado (mail a confirmar o adiamento recebido no AEIST na sexta feira, não havendo nenhuma falta de comparência.
Assim na semana passada, tirando os maus resultados, foi uma jornada normal para o Tecnico.. já agora ao intervalo o Tecnico estava a ganhar 7-0 ao Oeiras, e com um ligeiro ascendente, baseado no dominio da touche e melle. Na segunda parte, aproveitando uma linha de 3/4 mais rapida, uma boa defesa e recuperação de bola nos rucks, o Oeiras deu a volta ao resultado, com todo o merito.
Faltou-nos um abertura e um formação em melhor forma!

Manuel Cabral disse...

Anonimo das 11:23
Não sei de onde você tira essa conclusão. O comentário que você leu não foi com certeza o que está´publicado nesta página.
O RVM/Beira Mar tem sempre sido tratado com referência ao seu mérito e ao fato de ser um dos principais candidatos à passagem à fase final.
Tudo o resto não passa de imaginação sua, e o seu comentário não tem absolutamente justificação alguma.

Manuel Cabral disse...

O comentário sobre a falta de comparência foi feito com base em informação publicada por responsáveis do CDUL.
Caso não corresponda à verdade lamentamos que essa informação tenha sido divulgada publicamente, apesar de devidamente identificado o seu autor, e pedi,os desculpa ao Técnico pela divulgação da mesma.

Manuel Cabral disse...

JOGO SUB-21 CDUL-TÉCNICO
Acabo de receber informações que esclarecem o que se passou com este jogo, e afinal parece que as coisas não são tão simples assim.
Na verdade, de início, o Técnico solicitou ao CDUL o adiamento do jogo, ao que o CDUL anuiu. Enviado o respetivo para a FPR, esta não autorizou aquele adiamento, e confirmou a marcação do jogo para o dia 9 de Fevereiro, tendo procedido à nomeação do respetivo árbitro.
Posteriormente a FPR (no dia 8, sexta feira, à tarde) veio desdizer o que tinha dito e confirmar o jogo para o dia 6 de Março, o que o CDUL não aceitou, pois já tinha tudo marcado, jogadores convocados, despesas feitas.
No dia 9 compareceram no EUL o árbitro nomeado, e as duas equipas, mas o Técnico recusou-se a disputar o jogo, alegando que o mesmo tinha sido adiado.
Ora bem, aqui temos mais um molho de bróculos causado pelo não cumprimento dos Regulamentos por parte da FPR...Vamos ver como isto acaba...

Anónimo disse...

E a primeirona. Continua tudo de férias. E quem decidiu uma coisa dessas não é chamado à responsabilidade.

Anónimo disse...

Sim a historia do Cdul-tecnico em sub21 é essa.
Mas existe um mail da federação a adiar o jogo.... a partir daqui a responsabilidade é da federação.È que o Tecnico tambem ficou lesado com esta historia... pois tambem teve que convocar jogadores, movimentar logisticas etc....para o Tecnico em termos de disponibilidade de jogadores foi mais um fim de semana a 60....sim 60 jogadores "adultos" que temos que reunir por fim de semana.

Anónimo disse...

Anónimo das 15:08 que eu assumo seja do técnico, obrigado por me ter proporcionado a oportunidade de ler um comentário em que opta por falar bem do adversário ao invés de falar mal da arbitragem ou se queixar de lesões. tem sido coisa muito rara por aqui

Anónimo disse...

Facto relevante e que merece a atencao de todos, foi a cobarde agressao que sofreu o arbitro do FCT-Beira Mar por parte de um adepto do Beira Mar, uma vergonha.

Anónimo disse...

o beira mar está muito fraco... a fct também mas o beira mar nao acertou uma

Anónimo disse...

Este senhor que para aqui anda a chamar fracos aos outros deve andar nervoso com alguma coisa. Quanto ao técnico parece que as opiniões expressas aqui foram precipitadas no ultimo fim de semana.

Anónimo disse...

Não é a primeira vez que jogadores e adeptos do RVM/Beira Mar demonstram que claramente não sabem estar neste desporto. Os tiques da bola redonda infelizmente ainda influenciam a forma de estar de alguns, espero que quem está à frente do clube consiga mudar estes comportamentos lamentáveis e recorrentes.

apereira.rvm disse...

FCT-RVM
Para quem esteve presente na Sobreda assistiu a uma partida bem disputada por ambas as equipas mas com uma arbitragem que deixou muito a desejar face à dualidade de critérios reconhecida até pelo próprio treinador do FCT no final do jogo.
Foram feitos aqui comentários por alguns cobardes que no anonimato acusam a jogadores e adeptos do Beira Mar de comportamentos menos próprios, mas o facto é que o arbitro no final do jogo em vez de ir para o balneário nas suas próprias palavras "foi dar a cara" dirigindo-se para a bancada, talvez por ter algum peso na consciência foi confrontar os adeptos numa troca de palavras desnecessária.
O que é certo é que os jogadores do RVM não se envolveram na confusão ao contrário de alguns jogadores do FCT que correram para o local, um dos quais por acaso também desempenha as funções de arbitro apressou-se a ir em auxilio do colega tendo insultado o publico presentes nas bancadas.
Lamentável sem duvida as cenas e devem ser evitadas, mas toda a acção têm uma reacção, não podemos atribuir as culpas só a um lado quando fomos também responsáveis pelo sucedido.

Vasco António Stilwell disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

O Arbitro deslocou-se junto da bancada pois precisava de por essa zona passar para obter a chave que dá acesso ao seu balneário, não contem a história pela metade e identifiquem é o selvagem que agrediu o arbitro e assim limpem o nome do RVM desta confusão.

Anónimo disse...

Só quem não conhece a Sobreda pode dizer uma barbaridade destas. Chave?! O acesso aos balneários são pela rampa ou pelas escadas no lado direito do complexo longe das bancadas...

Anónimo disse...

Estimado APereira,

O meu nome e João Dias Costa e sou o treinador do FCT, como fui mencionado no seu comentário, passo a esclarecer os factos:
A) Por erro grosseiro da FPR o Arbitro Sebastião Petronilho, tem vindo recorrentemente a arbitrar jogos do RVM, arbitrou os 2 jogos que efectuamos, mais arbitrou na semana passada o RVM- Sporting. Para um arbitro que começou agora, e necessário alguma atenção da FPR para a sua evolução , pois arbitrar nao e fácil.
B) Que tenha conhecimento nao houve tentativas de agressão nesses jogos, que por coincidência ganharam.
C) No jogo da 1 volta depois de uma agressão de um jogador do RVM ao nosso número 15 , houve alguma confusão entre jogadores prontamente sarada, contudo entraram adeptos e tentaram agredir jogadores da FCT.
D) Nao sei quem seja mas presumo que seja um senhor que se encontrava de óculos e com um casaco da RVM, e que quando me dirigi a si, deve-se lembrar bem, muito bem da resposta que me deu, logo o respeito que me merece e nulo.
E) Vir afirmar que o arbitro provocou, afirmar que um jogador da nossa equipa que e arbitro, de seu Nome, João Campelo foi em sua defesa, demonstra que claramente esta no desporto errado, o seu lugar nao e aqui.
F) Felizmente o treinador do Oeiras estava presente e observou, digo isto nao por querer arrolar o Tiago Ataide a este triste acontecimento, mas felizmente observou, senão iríamos a um clássico diz que disse.
G) Tentei chamar o treinador da sua equipa para por termo aos tristes acontecimentos e infelizmente nao consegui sensibiliza lo para me ajudar.

Estimado A Pereira, para memória e registo futuro o que disse foi :
A arbitragem nao foi boa, mas e o que temos, da mesma forma que na primeira volta quando perdi, nao me viu a tentar agredir ninguém .

Despeço me afirmando que o aconteceu foi grave, e infelizmente nao devia ter acontecido.

Cumprimentos e boa sorte para o resto do campeonato,

João Dias Costa

Anónimo disse...

Atitudes ridículas de um clube que sempre tem tido atitudes ridículas....

Anónimo disse...

Aplauso ao senhor João Dias Costa denunciem se estes casos e a FPR que castigue e obrigue os clubes a pagar. Não pagam ? Sejam eliminados . Tenham coragem porque há clubes que chegue para eliminar prevaricadores

apereira.rvm disse...

FCT-RVM

Sr. João Dias Costa,

Julgo que existe aqui uma confusão sobre a identidade de quem fez o comentário e para que fique claro identifico-me para que não haja equívocos. O meu nome é António Pereira e alterei o meu o perfil para que possa verificar que não estive envolvido naquele acto que concordo não foi digno mas não posso de deixar o meu testemunho daquilo que se passou.
Facto é que o arbitro dirigiu-se à bancada quando deveria ter seguido para o balneário evitando a pseudo agressão, digo pseudo pois não a vi(o sr. viu?) porque estava longe do local tal como o Sr. João Dias Costa.
Porque razão deveria o nosso treinador ter intervido numa situação que foi originada pelo sr.arbitro?.
Se bem me recordo os jogadores e equipa técnica do RVM estavam concentrados no campo na palestra de final jogo e nem sequer se aperceberam do que se estava a passar.
Mais uma vez afirmo foram cenas deploráveis e nunca deviam de acontecer mas infelizmente "são os árbitros que temos" (recorda-se destas palavras?) mas a culpa não é dos clubes que "lutam" pelos seus interesses mas sim dos que organizam as competições sejam eles elementos da arbitragem ou da federação que se ausentam das suas responsabilidades não estando presentes no jogos, não controlando árbitros, técnicos, dirigentes deixando ao "Deus dará e ao diz que disse"
Com todo o respeito deixo desde já aqui um pedido de desculpas por ter mencionado expressões de alguns elementos que estiveram envolvidos nesta confusão que por vezes são ditas da "boca para fora" num momento de tensão.

Bem hajam, sem ressentimentos,
APereira