3 de julho de 2012

O FUTURO DAS COMPETIÇÕES EM PORTUGAL

Realizou-se ontem, em Lisboa, a reunião da FPR com os clubes para decidir quanto ao formato das provas para os próximos anos.

Foi uma longa e participada reunião, com a presença de representantes de 10 clubes interessados, e da qual saíram algumas importantes indicações quanto à vontade dos clubes.

Não que isso se tenha revelado importante no passado recente, mas acreditamos - queremos acreditar - que cada vez menos a FPR decidirá contra a vontade dos clubes.

Das propostas que a FPR tinha posto em cima da mesa, aquela que recebeu o apoio unânime dos clubes presentes, foi a proposta B, sobre a qual já aqui falámos longamente, com algumas alterações, nomeadamente no número de equipas envolvida - ou seja, em vez das 12 equipas propostas, seriam apenas 10.

Mantém-se, como na proposta B, a separação entre as melhores equipas e as mais fracas, em termos de organização do calendário, de forma a que durante a época de atividade da seleção nacional, as melhores não joguem entre si, enfrentando apenas as mais fracas.

Quanto à 1ª divisão será mantido o esquema de oito equipas, jogando todas contra todas.

Acontece agora que para possibilitar a entrada em vigor deste esquema, é necessária a autorização de todos os 18 clubes envolvidos.

Caso não venha a ser obtido o referido consenso, o Presidente da FPR deixou bem claro que será ele a decidir o calendário para 2012-13, mantendo-se as divisões como elas estão hoje.

É de referir que todos os presentes demonstraram profundo desagrado quanto a um final de época em Janeiro, pelo que se espera que Amado da Silva, caso decida sozinho o que vai acontecer, tenha essa opinião dos clubes bem presente.

17 comentários:

João Quintela disse...

Curiosamente a informação que ficou retida da reunião de Sábado passado com os Clubes do Norte. é a de que "na época 2012-2014 a Divisão de Honra TERÁ 6 clubes".....
Sugestões dos clubes do Norte;
Honra com 6 equipas; 1ª divisão com 12 equipas - numa primeira fase regional e na última Nacional.

Anónimo disse...

Houve tante discussão, aqui no Mão de Mestre, a prpósito da última jornada dos 7s e não percebem a falta de sentido que isso tem quando olhamos para a barafunda e para a falta de visão e ideias para o rugby de XV. Vergonhoso que numa reunião importantissima não tenham comparecido clubes como: Benfica, Técnico, Arcos, Académica não compareceu mas esteve representada pelo CDUL, Lousã, Setúbal, Gabo a paciência da gente do CDUP, Montemor, CRE e Santarém que estiveram presentes na reunião. Claro que não vai haver acordo de todos os clubes, o Cabé sabe isso muito bem e vai em frente com a redução para 6 clubes em 2013/2014 e não tenho grandes dúvidas que mesmo contra a vontade de todos os clubes ele vai acabar o campeonato em Janeiro. A decisão que saíu desta reunião foi mais ou menos como deitar uma data de frutas para um copo de batido , misturar tudo , e voilá.

Anónimo disse...

Quais foram os 10 clubes que estiveram na reunião de 2ª feira?

Anónimo disse...

Quais foram os clubes que estiveram nessa reunião de Sábado?

Anónimo disse...

Há algumas situações que temos que clarificar...
Honra com 6 equipas, todas elas com alguns jogadores pagos pela federação, de XV ou de VII é um luxo...(gostava de saber estes vencimentos), porque vou fundar um clube em Aljezur ai não é em Bragança,desculpem e necessitava de contratar jogadores. Poderia falar com estes jogadores e assim ter quase a seleção nacional a jogar por este clube novo (ainda não sei como lhe chamar??? ideias???).
1ª Divisão com 12 equipas e regional?? Não me parece errado 3 grupos de 4.
Grupo Sul: Évora, Montemor, Setúbal, Loulé
Grupo Centro:Benfica, Técnico,Cascais,Caldas
GrupoNorte: Crav, Lousa,Santarem e Agraria.
Aqui há um grande problema, no grupo Centro temos 3 equipas favoritas e assim esta questão deixa de ter pernas para andar... como sabes!!!

Jose Silva disse...

então há reuniões destas com clubes do sul e clubes do norte em separado? uns votam não e outros sim e em que ficamos? na escolha do presidente?

Anónimo disse...

Vamos la a ver se deixamos de ser anjinhos, o que se pretende é que o rugby não sai de Lisboa, para que os meninos não tenham que fazer viagens, é inadmissível que clubes tenham ao seu serviço jogadores pagos pela Federação, e os outros clubes que não tem “padrinhos” ? Onde esta a verdade desportiva?
Esta palhaçada só pára quando o IDP cortar as verbas á FPR, o que deve acontecer imediatamente, o dinheiro que vai para os cofres do Estado não é só de cidadãos de Lisboa é de todo o país, por isso não pode haver discriminação

João Quintela disse...

CRAV, Braga, Guimarães, Famalicão, Aveiro (por representação)

Anónimo disse...

anonimo das 11.21
troca o benfica com o setubal e está feito
aliás o benfica está sedeado na caparica...

Anónimo disse...

Meu caro José Silva, a reunião com clubes do norte não sei sobre o que foi nem porque foi o que sei é que a reunião em Lisboa foi para todos os clubes e houve clubes em Lisboa que por sinal até são os dos "amigos" do Presidente que nem apareceram na reunião por falta total de respeito pelos clubes de fora de Lisboa que marcaram presença na reunião, depois gostam de dizer que os clubes de dos meninos da selecção é que são arrogantes e beneficiados, esses pelo menos aparecem nas reuniões e dão o contributo às claras sem andarem a fazer conversas nas costas dos outros clubes

Anónimo disse...

ó sr anónimo , ao fim de 4 anos o sr continua a achar que os clubes só têm boas equipas porque a FPR paga aos seus jogadores??? o sr é realmente muito pouco honesto, que culpa temos nós que o seu clube seja formado por gente pouco competente que não consegue formar jogadores de topo? não sabe quantos os jogadores ganham? pois eu digo-lhe há 3 escalões: 600€ , 300 e 150, acha que é com isto que faz uma equipa profissional? será que não percebe que alguns jogadores com cursos, bons empregos e familias perdem mais do que isto pro mês para poderem servir a SN??? Esses mercenários que julga que são os jogadores a selecção só se foremdo seu clubes.

Anónimo disse...

A DH é que passa a 10 equipas, ficando a primeira com 8 e a segunda com os restantes.

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com a Divisão de Honra com 10 equipas.

Anónimo disse...

foi por isso e que a proposta inicial era para ser a divisao de honra com 12 clubes e foram os clubes de fora de lisbo que nao quiseram disseram que não dava para jogarem contra as equipas mais fortes mesmo sabendo que iam apanhar as equipas nos jogos em que os internacionais não podiam jogar. falam falam mas depois não os vejo a fazerem nada,

Anónimo disse...

Perce-se que há 15 clubes Que respeitam a modalidade. E os outros?

Anónimo disse...

DH com 10, 1a com 12. Ainda há equipas para a 2a???

Anónimo disse...

parece que não conhece a realidade da 2a divisão em portugal. , sobram bastantes equipas na 2nda divisão á qual são somente é retirada duas, o loulé que sobe a agrária que se sagrou campeã visto que o caldas não desce.