11 de dezembro de 2015

FIM DE SEMANA DO RUGBY NACIONAL

O fim de semana do rugby português começa com a participação da selecção nacional de sevens no Torneio da Cidade do Cabo, segunda etapa do Circuito Mundial de Sevens, onde defronta no primeiro dia de prova as equipas da Austrália, dos Estados Unidos e do País de Gales, com o primeiro encontro a ter lugar às 8,37 horas de Lisboa, frente aos australianos.

Depois, às 11,36 horas, Portugal defronta os americanos, para encerrar o primeiro dia de prova frente ao País de Gales, às 15,19 horas, e para esta etapa vestirão a camisola das quinas Pedro Leal, Pedro Silvério, João Vaz Antunes, Carl Murray, João Bello, Francisco Vieira, Vasco Baptista, Bernardo Canas, David Wallis, Vasco Ribeiro, António Vidinha e Michael Andrade.


Entretanto, em Itália, o Direito defronta a equipa do Fiamme Oro Roma, na terceira jornada do Torneio de qualificação para a Challenge Cup de 2016-17, depois de ter perdido, também em Itália frente ao Rovigo, e em Lisboa frente ao Heidelberger.

Em Portugal disputam-se os oitavos de final da Taça de Portugal, depois de na quarta feira Agronomia e Cascais terem adiantado o seu encontro da 12ª jornada da Divisão de Honra, que terminou com a vitória dos cascalenses por 27-21.

Com o adiamento do jogo Lousã-Direito - a pedido dos advogados por não terem possibilidade de apresentar uma equipa competitiva no Estádio José Redondo - vamos ter apenas os restantes sete encontros da eliminatória, 

No sábado realizam-se quatro dessas partidas, começando na cidade berço onde o Guimarães veste as suas melhores roupas para receber o CDUL às 15 horas, na Pista Gémeos Castro, enquanto à mesma hora no Campo do Gaio na Moita do Ribatejo o Vila da Moita recebe a Académica de Coimbra, e embora tanto o Guimarães como os ribatejanos tenham evoluído positivamente, prevê-se uma vitória fácil dos lisboetas no Minho, e também dos pretos na Moita, embora as dificuldades que vão encontrar sejam bem maiores do que aquelas que os universitários vão encontrar no norte.

Ainda no sábado, mas às 15,30 horas, o Évora recebe o Vitória de Setúbal naquela que será certamente uma das últimas partidas disputadas no Inferno dos Canaviais, já que o novo estádio dos chaparros se encontra já na fase final da sua construção. E, apesar das duas equipas disputarem o mesmo campeonato, dificilmente a vitória deixará de sorrir à equipa da casa.

O sábado de Taça termina com o encontro entre o Cascais e o CDUP, no campo da Guia, em Cascais, às 16 horas, com o favoritismo a ficar com a equipa da Linha, que deve já estar recuperada do esforço do jogo de 4ª feira na Tapada da Ajuda.

Mais três encontros no domingo, com o Benfica a receber Agronomia na Sobreda às 14 horas, e o favoritismo pende claramente para a equipa dos agrónomos. Às 15 horas disputam-se as restantes partidas, uma no Restelo, onde o Belenenses recebe o CRAV e é favorito à vitória, e a outra no Estádio 1º de Maio, onde o São Miguel recebe o Técnico e não deve conseguir evitar a derrota.


Para completar o fim de semana teremos a realização de quatro jogos da Segundona, dois antecipados e dois em atraso, todos no sábado, começando em Aveiro às 11 horas, onde no campo da Universidade o Aveiro recebe o Prazer de Jogar (6ª jornada), para depois, às 16 horas, em Coimbra a Agrária receber o Braga (7ª jornada), e à mesma hora, em Borba, o Força XV defrontar a equipa alentejana da capital do mármore (1ª jornada).

Finalmente em Famalicão, às 19,15 horas o Núcleo de Rugby da Lousã defronta os famalicenses no Estádio Municipal (1ª jornada).

Registe-se ainda que no domingo, 13, às 14 horas, a equipa feminina do Sporting recebe, no Estádio Universitário de Lisboa, a equipa das algarvias do Loulé.

2 comentários:

VG disse...

Até mete dó a participação portuguesa em Cape Town... Desorganização ofensiva, placagens falhadas e erros, muitos erros!!
Não entendo porque levaram tantos jovens sem estaleca para aqueles andamentos. Ou os "outros" não podem/não querem? Bem se vê que vontade não falta mas para quem já viu Portugal jogar com qualidade estas atuações medíocres são difíceis de engolir!

Alguns pensam que a levar cabazes também se aprende...mas torna o processo bem mais lento e sinuoso!

Se me é permitida a farpa, a única vantagem de levar alguns destes "miudos" é ajudá-los a entrar na universidade que desejam...

Espero que a participação portugesa evolua positivamente durante o resto da época de 7s (pior é difícil) e que consigamos ficar no circuito! Portugal sempre!

Antonio Freitas disse...

Tem sido uma vergonha estas duas etapas , desculpa de serem jovens ou velhos não cola , são exactamente como os outros das outras equipas , mas pior pior , é a falta de chama e uma profunda desorganização na defesa e no ataque .

A ver se melhora para as próximas etapas , tenho com o que se tem visto que este treinador com o seu ar de apatia como era em jogador tenha capacidade para dar a volta , a ver vamos.