10 de fevereiro de 2018

VITÓRIA CONVINCENTE DE PORTUGAL QUE DOMINA EUROPE TROPHY *


Reconfortante vitória portuguesa na Europe Trophy sobre a Holanda por esclarecedores 36-12, levam a equipa nacional ao topo da tabela da competição, mostrando a sua superioridade em relação à concorrência, e apontando para nova presença dos Lobos no play-off de acesso à divisão principal do rugby europeu, o Europe Championship.

Mais uma vez relembramos que desde que o sistema competitivo europeu foi criado, no princípio do século XXI, só desde o ano passado - primeiro ano em que Portugal desceu da principal competição para o segundo nível - existe este play-off: antes a subida do vencedor do nível 2 para o nível 1 era automática!


Com esta segunda vitória na competição, Portugal soma o máximo possível de pontos na tabela, e domina todas as tabelas parciais - de pontos de jogo, com um saldo positivo de 57 pontos, um saldo positivo de sete ensaios e dois pontos de bónus.

* Pedro Sousa Ribeiro
Portugal teve uma vitória convincente sobre um conjunto holandês que mostrou muitas limitações, e tendo obtido cinco ensaios contra dois dos holandeses, alcançou o ponto extra de bónus ofensivo.

Portugal teve um forte inicio de jogo com movimentações rápidas em jogo ao largo tendo obtido aos 8 minutos o seu primeiro ensaio pelo ponta António Cortes Monteiro, que haveria de repetir aos 27 minutos, ambos transformados por José Rodrigues, o primeiro dos quais de um ângulo bem difícil.

Ainda na primeira parte - que foi de superioridade total da equipa portuguesa -  esta obteve mais dez pontos através de um pontapé de penalidade e de um ensaio de Salvador Vassalo transformado por José Rodrigues, tendo o intervalo chegado com o resultado de 24-0.

A Holanda deve ter recebido uma lufada de energia no balneário durante o intervalo pois iniciou a segunda parte carregando fortemente a equipa portuguesa que parecia um pouco anestesiada. 
Durante esse período e num espaço de 12 minutos, a Holanda obteve dois ensaios, um dos quais transformado, passando o resultado para 24-12.
Neste período vieram ao de cima algumas fragilidades defensivas de Portugal, o que permitiu que a Holanda estabelecesse forte pressão.

Mas pelo meio da segunda parte Portugal retomou o controlo do jogo tendo alargado a vantagem aos 27 minutos com um pontapé de penalidade logo seguido de um novo ensaio por Manuel Cardoso Pinto.


Na parte final do jogo Portugal voltou a lançar sucessivos ataques especialmente alargando o perímetro de jogo causando grandes dificuldades defensivas aos holandeses. 
Este período culminou com um novo ensaio, já em cima dos 80 minutos, por Francisco Vieira que havia substituído o médio de formação Manuel Queirós, ensaio esse que foi decisivo para o ponto de bónus ofensivo alcançado. 

Pouco depois o árbitro francês Sebastian Minery apitou para o final do jogo com o resultado final de 36-12.



1 comentário:

Leo Leo disse...

Bom dia,
O jogo com a Holomda4 esta visível aqui :
http://www.rugbyeurope.eu/2018-rugby-europe-international-championships-m10-portugal-vs-netherlands