24 de julho de 2014

MONTEMOR CONTINUA NA DIVISÃO DE HONRA

É já conhecida a decisão do Conselho de Justiça que manda ocupar a vaga deixada em aberto pela decisão do Caldas em não participar no Campeonato Nacional da Divisão de Honra pelo Montemor, num processo conduzido de forma inapropriada pela direcção da FPR, repondo a normalidade e o bom senso.

O Conselho de Justiça, em 21 do corrente, decidiu:
considerar irregular a deliberação da Direção da FPR de 24 de Junho de 2014, por não preencher os requisitos previstos no artigo 68º do Regulamento Geral de Competições, mais decidindo dar provimento ao recurso interposto pelo Rugby Clube de Montemor-o-Novo que, por aplicação conjugada do artigo 17º do Regulamento do Campeonato Nacional da Divisão de Honra com a alínea a) do n.º 7 do artigo 28º do Regulamento Geral de Competições e tendo em conta que foi a equipa despromovida na época 2013/2014, deverá ocupar a vaga deixada em aberto pela desistência de um clube e, participar, na época 2014/2015, no Campeonato Nacional da Divisão de Honra.


Apesar desta decisão ainda não estar disponível no site da Federação, ela é já do conhecimento geral, quer através de informações divulgadas pelo Montemor, quer pelo Sporting - a equipa que a FPR pretendia ver ocupar o lugar do Caldas - e o Mão de Mestre apenas pode saudar a imposição do CJ, e não pode deixar de tornar a lamentar a forma infantil como a direcção de Amado da Silva conduziu este processo, dando mais uma vez prova da sua incapacidade em continuar à frente dos destinos do rugby nacional, tantas são as asneiras - para não lhe chamar outra coisa - que tem cometido.

Com as férias federativas à porta, esperamos não ser surpreendidos com nenhuma outra palermice, para que a nova época possa começar com tranquilidade.

41 comentários:

Anónimo disse...

Este assunto nunca devia ter acontecido.
Então o Sr Silva e sua equipa tomam esta decisão sem ter a certeza o que poderiam fazer, mais uma vez os seus braços direitos é que vão ser os culpados. Não seria altura de mudar o advogado que esta época já bateu todos os recordes possíveis da incompetência ?
E se o SCP recorre como é ...

Anónimo disse...

Da decisão do Conselho de Justiça não ha recurso

Anónimo disse...

MAIS UMA PÉROLA DA FPR!!!!!!!!!!

todas as AG após 2011 são ilegais...

enviado aos clubes no dia 18 Julho 2014

Exmos Srs

No seguimento da ultima comunicação do Sr. Presidente da Mesa da Assembleia Geral da FPR, relativamente à listagem de delegados dos clubes com assento nas assembleias, cabe-nos informar que a comunicação em referência surge da verificação da existência de um numero de delegados superior aos previstos nos estatutos da FPR.

No sentido de adequar o numero de delegado aos estatutos, a Mesa da Assembleia da FPR entendeu retomar a listagem da ultima Assembleia Eleitoral de 2011.
Formalmente esta é a única listagem em que o numero de delegados está enquadrado com os estatutos, estando estes registados oficialmente em acta de tomada de posse.
A esta listagem apenas foram consideradas as alterações transmitidas pelos clubes dentro do prazo previsto pelo regulamento eleitoral, 15 de Agosto a 30 de Setembro.
Todas as comunicações fora deste período não foram tidas em consideração.

REGULAMENTO ELEITORAL
DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE RUGBY
Aprovado em Assembleia Geral a 30 de Agosto de 2009

CAPÍTULO II
Regime comum da eleição dos órgãos sociais da FPR
Artigo 4º
Mandato
6- Os delegados e suplentes à Assembleia Geral a designar pelos Clubes e sociedades
desportivas poderão ser alterados no período compreendido entre 15 de Agosto e 30 de
Setembro através de comunicação escrita à FPR.

De forma a corresponder ao solicitado pela Mesa da Assembleia Geral da FPR, enquadrar a listagem de delegados às assembleias da FPR ao previsto nos estatutos da Federação portuguesa de Rugby,
solicitamos que no período compreendido entre 15 de Agosto e 30 de Setembro, nos sejam enviadas os nomes dos delegados, efetivos e suplentes, em numero correspondente ao atribuído na ultima assembleia geral de 2011, confirmados pela acta de tomada de posse N.º 35 de 2 de Novembro de 2011.

Anónimo disse...

O SCP não deverá recorrer,pois a decisão agora tomada é a decisão óbvia e que obedece aos regulamentos que a própria FPR redigiu,esta deveria ter sido a decisão inicial, a fim de se evitar esta fantochada das ultimas semanas. Sei que a equipa SCP representaria bem as cores do clube na D.H. mas nada melhor do que subir por mérito próprio do que na secretaria, Este ano seremos campeões da 1ª Divisão e em 2015/2016 lá estaremos! Jogador da equipe sénior do SCP Rugby.

Anónimo disse...

Só duas palavras: Impressionante....
Como é possível ter-se andado um mês a discutir quem devia ficar ou subir. Só por "golpada" de alguém se podia imaginar convidar o 6º classificado a ocupar o lugar deixado vago pelo Caldas. Tanta irresponsabilidade que até doi. Mais uma vez a culpa morre solteira.

Anónimo disse...

Mas que outra solução podia haver ?

Queriam tentar enganar alguém mas saiu-lhes furado.

Perde-se tempo e mete-se uma fotografia do Cabé no Jornal da Bola para perceber que o Montemor fica.

o Rugby Português é uma palhçada.

Anónimo disse...

Amigos de todo o país vamos acabar de vez com a palhaçada, um clube é prejudicado (RCM) porque o presidente da FPR entendeu convidar os amigos para jogarem na sua quinta (DH) que se pretende que seja só disputada por equipas de Lisboa, e depois os meios de comunicação social, a Bola coloca a foto do presidente da FRP o Record uma foto de um jogador do Sporting, e faz queixinhas de um faceboock e afecto ao RCM mas afinal e desculpem o termo, que MERDA é esta, esta da hora do grito de REVOLTA
PS- O Publico teve um comportamento exemplar noticiou não opinou ao contrario do SR., Sergio do Record, que dá conselhos mas como diz o povo se fossem bons eram pagos e não de borla.

Amigos Esta direcção porque não sabe os regulamentos da FPR entre outras coisas tem que cair quem

Anónimo disse...

A Fpr divulgou a constituiçao das equipas tecnicas.
Os treinadores que estavam ou tinham estado no Direito foram substituidos pelos do Cdul.
Já nao me lembro ha quanto tempo nao havia treinadores de clube a trabalhar na selecao ao mesmo tempo.

ps. o Pico continua na prateleira a ganhar o ordenado?
Bom Verão

Anónimo disse...

Alguém me explica qual é a punição para os causadores desta vergonha? Ou o Caldas vai sair impune?

Anónimo disse...

Ao anónimo do dia 25 de Julho das 14:57 !
"Amigos de todo o país vamos acabar de vez com a palhaçada, um clube é prejudicado (RCM) porque o presidente da FPR entendeu convidar os amigos para jogarem na sua quinta (DH) que se pretende que seja só disputada por equipas de Lisboa..."

a) amigos de todo o país é uma hipocrisia sua pois, como se pode ler mais à frente, não nutre grande simpatia por Lisboa...
b) enquanto houver gente como você, tão limitado pelo seu alto provincianismo de ódio a Lisboa, capital de Portugal e ex-capital do Império, então é que o rugby português não vai a lado nenhum com tantas tricas básicas, invejas e recalcamentos.
c) curioso chamar a DH do Sr. Silva de "a sua quinta...". Veja de quem foram os votos que puseram lá o sr.Silva ! Passe bem.

Anónimo disse...

Se for verdade que o Caldas não se inscreveu, conforme parece constar no acórdão, então o Caldas deveria ficar impedido de participar nas competições seniores na próxima época, e na seguinte teria de inscrever-se na II divisão.

Mas com esta FPR que temos, mesmo que o Caldas não se tenha inscrito, como parece ser o caso, os Regulamentos ficam na gaveta, a não ser que sejam úteis para dar um empurraozinho a um amigo, ou para entalar alguem que se oponha a Sr. Silva...

Isto ainda vai durar muito!?

Anónimo disse...

Ao anónimo da 26 de Julho das 11:05

"Se for verdade que o Caldas não se inscreveu, conforme parece constar no acórdão, então o Caldas deveria ficar impedido de participar nas competições seniores na próxima época, e na seguinte teria de inscrever-se na II divisão." (sic)

em que regulamento de provas é que leu isso ? Não lance a confusão, onde ela não existe, pois para confusão já chega a que existe.

No entanto, se me provar que o que diz é verdade, penitencio-me desde já

Anónimo disse...

O Caldas foi campeão e não quiz subir. Por isso os regulamentos obrigam os clubes a inscreverem-se nas competições que desejam e a que têm direito. O Caldas não se inscreveu e por isso é simples
. Foi o primeiro da primeira divisão e tem direito a jogar nessa divisão. Há que encontrar o clube que tenha direito a seguir a ele à DH e nesse caso o RGC ē bem explícito. É o clube despromovido que deixa de ser e continua lá. Julgo que qualquer clube de qualquer divisão tem o direito de não se inscrever e nesse caso volta para a base da competição. Não foi o caso do Caldas que se inscreveu na divisão aonde ESTAVA.

Anónimo disse...

A decisão do RCM jogar na DH era a única possível. Nāo entendo no entanto, e não tenho nada a ver com esses clubes, esta afirmação de a FPR ter convidado o 6o classificado! Convidou o 2o, o 3o, o 4o, o 5o e o 6o. O que se diria se outro tivesse aceite? Era o lobi do choco frito? Era por o SLB ter apoiado o Sr Silva? Era para ter outros apoios? Não, foi só, mais, uma inacteditável decisão da FPR, ou então estariam todos feitos ( do 2o ao 6o) uns com os outros, o que não me parece!
Lutemos todos, independentemente das nossas rivalidades por um Rugby, e uma FPR, sėrios!
Apesar dos resultados o RCM foi sempre um adversário muito respeitado e defensor dos principios do rugby, pelo que estão muito bem dentro da DH!

Anónimo disse...

Calma. O terem convidado o Sporting podemos afirmar que eles praticamente já sabiam que havia hipóteses de poderem chegar a eles. Sabia-se que tanto o Lousa como o Évora não aceitaria. Ainda se falu que a Groundlink talvez apoiasse o Benfica, mas logo se soube através da Groundlink que não seria o Benfica o privilegiado. Qualquer careta sabia que o Setúbal nunca aceitaria. Por isso eu pergunto. Era difícil saber-se desde o início que o Sporting tinha enormes possibilidade de ser convidado? Claro que não era. Por isso vai de se começar a fazer convites do segundo em diante. Acreditem que houve movimentações do Sporting nesse sentido, com promessas de fazerem uma grande equipa apoiada pelo Presidente e sobretudo haver jogos na Sporting TV. Desvergonhados é o que eles foram. Sem respeito pelos mais elementares valores éticos desportivos. Não se incomodavam de fazer baixar o Montemor.
Querem a minha opinião. Não vão longe.

Anónimo disse...

Anónimo de 26.07.2014, às 12:08

Artigo 17 do RGC 2014-2015:

1. Caso se venha a verificar que um Clube, cuja candidatura tenha sido aprovada para participar numa das competições, não logrou inscrever a sua equipa ou fê-lo com um número de jogadores inferior ao estipulado nas respectivas normas específicas, fica automaticamente excluído de todas as competições do mesmo escalão etário na época em causa e sujeito, na época seguinte, à aplicação do Artigo 42.º, podendo ainda e caso seja considerado adequado pela Direcção da FPR que a sua posição seja ocupada pelo Clube que tenha descido, na última época desportiva, de divisão superior para a divisão em causa. Não se aplicando o anteriormente referido, o número de equipas participantes naquelas competições será reduzido.

Não sou jurista, por isso que me perdoem os especialistas, mas fiz a quarta classe, onde aprendi a ler Português, e o que diz a acta da reunião da direcção que decidiu convidar o Sporting é que o Caldas renunciou ao direito de se inscrever na DH.

Nada nos regulamentos prevê essa possibilidade, uma equipa inscreve-se ou não se inscreve, mas a inscrever-se so pode ser na competição cuja candidatura foi aprovada - Caldas = DH.

As equipas não podem inscrever-se nesta ou naquela divisão, porque lhes dá mais jeito! Mas para esta direcção até isto é possível, para aumentar esta bandalheira!

Ora, segundo diz o artigo 17, se o Caldas não se inscreveu na competição cuja candidatura foi aprovada, na minha opinião teria sempre de sofrer as consequências que vêm previstas no artigo 17.

Mas para os apoiantes do Sr. Silva vale tudo, queria ver se fosse com o Técnico, por exemplo, se não os mandava direitinhos para a II Divisão (não sou do Tecnico, apenas dou o exemplo porque foi o clube mais perseguido pela FPR nesta época... Mas há outros...)

Anónimo disse...

Comentando:

a) O SCP nunca poderia recorrer porque não era parte do processo, apenas surge nele por força das circunstâncias. E das decisões do CJ cabe recurso para os tribunais comuns, no caso, os administrativos.

b) a FPR continua a sacudir a água do capote neste caso. E têm a pouca vergonha de escrever no site, citamos, « O Conselho de Justiça apreciou e decidiu sobre o recurso apresentado pelo RC Montemor, tendo determinado a integração deste clube no Campeonato Nacional da Divisão de Honra 2014/2015 em detrimento da A Sporting CP Rugby.

Face a esta decisão, cumpre-nos informar que a Sporting CP Rugby integrará o Campeonato Nacional da I Divisão na época 2014/2015.»

c) O CJ não decidiu nada a favor do Montemor em detrimento do Sporting, o Sr Silva que não continue a tentar atirar areia para os olhos da malta! o CJ limitou-se apenas a interpretar e aplicar os Regulamentos. Não decidiu a favor de um clube em prejuízo de outro, como o Sr Silva quer fazer crer, até porque o SCP não era tido nem achado no processo, limitou-se a aceitar um convite.

Mas, pelos vistos e uma vez mais, depois de tantas outras, a culpa morre solteira!

Anónimo disse...

A decisão de não manter o RCM e fazer convites ás outras equipas é unica e exclusiva da Direçãoda Fpr.
Se o fez sem ter a certeza de que o poderia fazer é unica e exclusiva da Direção da Fpr.
Se o fez baseada em parecer juridico
a culpa é unica e exclusiva da Direçãoda Fpr.
Ou seja deixem o m Scp em paz e vejam que o RCM só ficounolugar que lhe competia porque teve de recorrer dev uma decisão de um coletivo incompetente.
Revejam o tom democrático docomunicado da Fpr sobre a sua decisãode fazer convites,deixando no fim a hipotese de o que fez estava errado e prontamente mudaria a sua decisão, como se houvesse hióptese fazer o contrário.
O problema do Rugby Português não é oSr Silva é o coletivo a que ele preside que suporta decisões como esta e que o obrigam,sob ameaça de demissão colectiva, a despedir o SN sem econtrarem préviamente solução para o problema que criaram.
Ou seja tâo mau é um como maus são os seus pares.
Até às pouco tempo em Portugal mandava o DDT agora temos o DDTM.
Pondo em causa a incapacidade do João Luis para ser SN, só vejo esta fuga para a frente das nomeações das equipas técnicas com escolha directa e sobre a total responsabilidade do DTN,que tinha sido indicado para ser o novo SN e por algum passe de mágica acabou no lugar onde estava, a salvo dos resultados, e com um "bezerro" para o sacrificio.
Por fim como é que pessoas que manifestam abertamente filosofias de vida e de comportamento opostas
ao DDTM acabam a trabalhar sob as suas ordens

Anónimo disse...

Em Portugal já alguém reparou nas novras regras de elegibilidade para as selecções?

Anónimo disse...

Soubemos que o seleccionador nacional é um tal João Luis que tem trabalhado nas selecções Sub-18 e Sub-19.
Mas é igualmente o treinador da Agrária que tem como brilhante curriculum um caso inédito de ter descido DUAS VEZES de divisão. E convém lembrar que em ambas as descidas a Agrária, a equipa que ele treinava, seria uma das que NUNCA, nos melhores prognósticos, desceria de divisão. Realmente esse feito merece ser compensado com uma subida a seleccionador nacional da equipa senior. Se isto não é gozar com o pagode, digam-me o que é gozar. Vai fazer o papel do Queiroz
do futebol. Bom a treinar miúdos, mas com seniores eles vão mandá-lo às urtigas.

Anónimo disse...

por partes:

1. o RC Montemor desceu de divisão. ficou em último.

2. o Caldas não se inscreveu na Honra.

3. a direcção da fpr comunica aos clubes da Honra que vai convidar a Lousã para a Honra

4. a direcção da fpr convidou a Lousã. não aceitaram.

5. a direcção da fpr convidou o CRÉ. não aceitaram.

6. a direcção da fpr convidou o SL Benfica. não aceitaram.

7. a direcção da fpr convidou o Vitória. não aceitaram.

8. a direcção da fpr convidou o Sporting. aceitaram.

9. Sporting entra sozinho no sorteio da honra.

10. o RC Montemor recorreu ao Conselho de Justiça deste convite ao Sporting.

11. o Conselho de Justiça deu razão ao RC Montemor e penaliza direcção da fpr por convite que atenta os regulamentos.

FIM DE HISTÓRIA

Conclusão: RC Montemor na Honra e Sporting na 1ª

Anónimo disse...

Além de verem nessas novas regras, tb deviam pensar JÁ como é que vai ser com C.R. Técnico, N.R. da Lousã e Garranos, para depois não haver mais uma barraca a meio ou no final da época.

Anónimo disse...

O novo selecionador nacional é o mesmo senhor que, enquanto selecionador nacional da Seleção Sub-19 num jogo em Madrid com a Espanha (há 2/3 épocas atrás) levou na comitiva e colocou em campo um jogador castigado utilizando o nome de outro?

Está tudo dito, quer dizer, a FPR a manter a sua linha de intervenção, premiando quem faz trafulhices e ilegalidades graves como esta. Não nos admira, pois foi esta mesma Direção desta mesma FPR ao longo da época nos habituou a trafulhices, ilegalidades e outras coisas mais.

A propósito, nos últimos 2 anos a Assembleia-Geral tem deliberado com um número de delegados superior ao previsto nos Estatutos. Tal significa que todas as deliberações são ilegais, não é? E que então as contas que foram aprovadas afinal não o foram não é?

Sabendo disto, a Direção nada fez, o que não admira! e o Presidente da AG serve para? E o Secretário-Geral não sabia?

Enfim...

Anónimo disse...

Gostas muito de râguebi? És um treinador de bancada, daqueles que acham que sabem umas coisas sobre o nosso desporto?

Se sim, aceita o desafio, e junta-te à comunidade portuguesa do Blackout Rugby (considerado pelos especialistas como o melhor jogo de simulação de râguebi):

http://www.blackoutrugby.com/pt/game/me.office.php#page=news

Bem-vindo!

Anónimo disse...

anonimo das 19:30 ja que es um tipo tao bem informado partilha com os pobres de espirito que nada sabem que regras sao essas

Anónimo disse...

Ao anónimo de 27 Julho à 1:00

Resta saber, e sabe?, em que competição se inscreveu o Caldas ! Se realmente se inscreveu, e acho que não o chegou a fazer, na Honra então o artigo em questão devia ser aplicado. Mas pode ter-se inscrito na I Divisão, e com a legitimidade decorrente de se nunca de lá saiu (ler; nunca se inscreveu na divisão superior) aí pertencer, aí o artigo já não se deve aplicar. Digo eu, sei lá...

Anónimo disse...

O alminhas iluminadas, tomara v.exas saberem tanto de rugby como sabe o novo SN Joao Luis, os disparates que para aqui vao! Acho melhor marcarem uma consulta num qualquer psiquiatra

Anónimo disse...

Veremos quais os jogadores que farão boicote aos treinos/jogos da selecção.

Isto cheira-me a quotização clubistica (politica) nas selecções.
O Cabé só virou a mesa, para ter apoio de outros clubes.

Anónimo disse...

Ao anónimo de 29 de Julho às 11:05

Estou como o Caro Amigo... Também não sei...

Mas acho que a FPR está pior do que nós... não sabe dos seus próprios regulamentos, como se foi vendo ao longo desta época!

Do que percebo do artigo 17, a inscrição é da equipa, NA DIVISÃO PARA ONDE FOI APURADA.

Não me parece que se possa estar a escolher em que divisão uma equipa de inscreve.

Não é que o Caldas não mereça ficar na I Divisão, mas é que isto de se inscrever na Divisão que lhe dá mais jeito abre um precedente que, no futuro, pode ser MUITO complicado...

Um abraço

Anónimo disse...

Essa história do novo seleccionador ter utilizado um jogador com nome falso, será mesmo verdade ou será uma atoarda. Sinceramente gostava de ser informado. A ser verdade seria terrível. Vamos aguardar e nada de lançar boatos. Eu próprio vou tratar de investigar.

Anónimo disse...

Referente ao actual treinador do XV sênior , antigo sub 18/19, que provocou o acidente no jogo de Madrid , como devem saber era uma equipa técnica composta por 2 treinadores o João Luis e o Nuno Aguiar, mas só o Nuno é que foi afastado, o João Luis foi protegido pelo DTN , pois meses depois estava de volta a FPR. É pena que o novo treinador da seleção nacional não seja uma pessoa com espreito de equipa pois assim que pode foi contra o seu colega de equipa para salvar a sua pele, e mais uma vez o DTN a proteger o J Luis.
Será este a conduta que o novo treinador de Portugal tem para dar aos seus jogadores.
Meus senhores na minha opinião é uma vergonha o que se está a passar e mais o Presidente já disse que esta equipa técnica não é a dele mas sim do T Morais ( igual ao que fez com o Errol) e dos V Presidentes . Estamos a falar da seleção de Portugal e não de uma equipa qualquer....

Anónimo disse...

Esta nova composição de staff é brilhante , Mirra o eterno detestável , quem é esse Branco ? Varela quem treinou esse e quem é , João Luis o rei das trafulhices corrido da acadêmica e incompatibilizado com metade dos treinadores da FPR , um Damien que não uma palavra de português fala para quem está por cá a vários anos e com percurso muito atribulado, um Rocha , acabando com o Neto que teve o brilhante ano e as atitudes que teve para vários jogadores . No topo do bolo a cereja o DTN Tomas Morais que ninguém questiona com rastos de imortalidade , cuja personalidade vive em volta do eu , o egocentrismo no seu melhor , depois feche a porta quando tudo acabar é o que lhe é pedido .

Anónimo disse...

Resta saber o que é preciso para ser treinador das seleções: amigo do Tomás Morais no facebook?

Por a jogar jogadores com falsa identidade e ganha-se o prémio de treinador principal. Ou parece que nem se tem curso de treinador e ganha-se o prémio de treinador de sevens feminino.

Anónimo disse...

Anónimo de 29 de Julho de 2014 às 09:49,

Quem devia divulgar isto são os "bem informados" do râguebi português, mas faço-o com todo o gosto:

http://www.espnscrum.com/newzealand/rugby/story/234385.html

A partir da página 133, nomeadamente a questão dos passaportes.

Também deviam divulgar o novo esclarecimento sobre os mauls após alinhamentos. Infelizmente, presta-se a várias interpretações, mas parece-me muito importante.

Anónimo disse...

Quando várias modalidades começam a utilizar as equipas BB em campeonatos diferentes da equipa principal, custa-me compreender a razão porque, sendo o rugby das primeiras modalidades a utilizar essa prerrogativa, venha agora proibir a utilização de equipas BB.
Até o futebol, que durante anos e anos nunca aceitou isso, já o faz à algumas temporadas com o êxito que todos sabemos. Se não são capazes de pôr isso em marcha, pelo menos copiem o que o futebol faz e não metam no estaleiro tantos e tantos atletas que podiam dar uma ajuda aos seus clubes e sobretudo pela qualidade dalguns, dar igualmente uma ajuda aos novos clubes.

Anónimo disse...

O excelente suplemento de râguebi do Público fala sobre as novras regras de elegibilidade. E fala bem, até ao momento em que refere jogadores que hipoteticamente poderiam representar Portugal ao abrigo dessas leis.

Nada sei sobre Schalk Ferreira, mas sobe os luso-franceses há que dizer que:

1. Com novas leis ou NÃO, nada impede T. Laranjeira e Jean de Sousa de jogarem por Portugal... excepto o facto de eles, no seu perfeito direito, não quererem. O primeiro já disse que não está nada interessado; o segundo talvez possa mudar de opinião, mas não sabemos.

2. O Pierre Correia (uma internacionalização de alguns minutos pela França, numa deslocação em que os franceses levaram uma equipa desfalcadíssima à Austrália) é que deixou de ser inelegível por Portugal para passar a ser DENTRO DOS CONDICIONALISMOS DAS NOVRAS REGRAS. Não sei em que forma é que ele está, mas um pilar a jogar sevens para depois poder jogar pela selecção de XV?

PSM

Anónimo disse...

Como anda o mercado a nível nacional?

Anónimo disse...

Como sempre. Os grandes a irem pescar nos pequenos. Algumas vezes para os porem no banco e eles irem à vida passado uns tempos. Mas nada a fazer. É a lei da vida.

Anónimo disse...

Muitos clubes indignados com a proposta federativa para os seguros da próxima época. Vai dar bronca, lá isso vai. Será altura de se começar a indagar o porquê das seguradores terem aumentado tanto os prémios e mais outros porquês que têm que começar a vir a terreiro. Relações clubes/clínicas de fisioterapia , com aqueles e estas a capitalizarem-se tipo BES. Os novos preços propostos arrumam de vez com muitos clubes pequenos.
Vamos todos exigir à Federação que através da seguradora informe todos os clubes de quanto cada clube gastou em participações nas duas últimas épocas. Se se conseguisse saber quantas sessões de fisioterapia e tratamentos a seguradora pagou e quantas na realidade foram feitas, talvez algumas fossem fechadas e muitos directores iriam fazer companhia ao Ricardo Salgado. Absurdo tudo isto, mas parece que desta vez os clubes começaram a pôr finalmente os pés à parede.

Anónimo disse...

O João Luis foi treinador da Académica na ultima vez que a equipa de Coimbra foi Campeã Nacional

Anónimo disse...

Caso não saibam , a Académica tem 4 títulos desde sempre , o João Luis esteve em 2 ( um como capitão , outro como treinador ) . Ser campeão na Axademica é 100 vezes mais difícil do que ser nos crônicos candidatos de Lisboa , e por isso é a única equipa fora de Lx que já ganhou ! A Malta de Lx tem de perceber que o Rugby não é e não pode ser só Lx ! Acabou no Rugby , no desporto , na Economia , na sociedade essa hipotética supremacia , só não vê quem não quer ! Atitude de muita coragem da FPR apostar em de fora como o João , Carvoeira , Varela , Branco ......