1 de março de 2018

DIREITO E BELENENSES EM JOGO DECISIVO DOS SUB-16

Direito e Belenenses dividem entre si metade dos 32 títulos nacionais do escalão Sub-16 (antigos Juvenis) e vão no domingo a partir das 13 horas, em Monsanto, (quase) decidir quem vai tomar a dianteira conquistando o campeonato pela 9ª vez.

O Belenenses parte com vantagem para este encontro, depois de ter derrotado os advogados na fase de apuramento (no Jamor) por 23-15 e na primeira volta desta fase final (no Restelo) por 25-20, tentando defender os três pontos que apresenta a mais na classificação, e que lhe desde já o título, uma excelente forma de comemorar a inauguração do seu campo de rugby, marcada para o dia 10 deste mês.


Mas o Direito vai jogar em casa, mostrou que não existe muita diferença entre as duas equipas, e tem a oportunidade de festejar a 9ª vitória na competição, precisamente 50 anos depois de ter vencido este campeonato pela primeira vez!

Na verdade a competição começou a disputar-se em 1964-65, com o título a ficar nas mãos do CDUL, mas em 1967/68, o GD Direito conseguiu o seu primeiro título nacional - em todas as categorias! - que viria a repetir no ano seguinte (1968-69).

A equipa do Restelo conquistou o seu primeiro título na categoria em 1990/91, e nos três últimos anos, foram três os vencedores da prova - Belenenses (2014/15), Direito (2015/16) e CDUL (2016/17).

Caso o Belenenses vença o jogo de domingo, será automaticamente campeão, mas se o vencedor for o Direito teremos que aguardar pela última jornada (Direito defronta o CDUL) para saber se o título vai para Monsanto ou para o Restelo.

50 anos separam estas duas equipas do GDD. Será que a equipa de hoje consegue igualar os campeões de 1967/68?


Veja aqui o histórico da competição

3 comentários:

Unknown disse...

Este artigo está escrito claramente de forma imparcial devido ao excesso de ênfase às conquistas do GDD e menosprezo pela vencidas pelo Belenenses

Machado Santos disse...

Completamente de acordo. E já vem sendo normal. O que é lamentável.

Manuel Cabral disse...

Meu querido Desconhecido, ao contrário de ti eu assino por baixo tudo o que escrevo, mesmo quando isso vai contra a corrente maioritária dos pensamentos do pessoal.
Mas acredito que o teu comentário deve ser baseado em três premissas, a saber:
1- Juventude - que provoca o teu desconhecimento do que se passou no rugby nos últimos 50 anos;
2 - Analfabetismo Funciona - que é a dificuldade em interpretar o que está escrito;
3 - Ingratidão - que é a atitude que demonstras quando alguém escreve sobre um assunto que te parece interessar, mas que não aparece em nenhum outro orgão de comunicação social.
Mas eu detalho:
1 - Os mais antigos e os que se interessam e se informam, sabem que o autor destas linhas sempre foi jogador, e agora sócio de Mérito do GD Direito, e que fez parte da referida equipa de 1967-68, tendo mesmo sido seu capitão, pelo que não seria de estranhar que tentasse puxar um pouco a "brasa para a minha sardinha", já que o Mão de Mestre é de sua propriedade e esse facto nunca foi escondido ou disfarçado.
2 - Não sei como conseguiste identificar o ênfase às conquistas do GDD e o menosprezo às conquistas do Belenenses.
E passo a analisar:
No primeiro parágrafo diz-se que os dois clubes dividem a metade dos 32 títulos já disputados no escalão, ou seja, dos 32 títulos, 16 são divididos por GDD e Belenenses, com oito para cada lado, e portanto quem vencer este ano, vai ficar com o campeonato pela 9ª vez.
Não vejo ênfase nem menosprezo nesta afirmação.
No segundo parágrafo diz-se que o Belenenses parte com vantagem, depois de ter derrotado o GDD por duas vezes este ano, e que a vitória seria uma excelente forma de coomemorar a inauguração do seu campo.
Não vejo aqui ênfase nos sucessos do GDD nem menosprezo pelos do Belenenses, só um analfabeto funcional poderia interpretar este parágrafo dessa forma.
No terceiro parágrafo faz-se uma óbvia reserva quanto a uma vitória antecipada do Belenenses, já que as vitórias conseguidas não foram conseguidas dando "abadas" no adversário, e jogar em casa é sempre um factor a considerar.
No quarto parágrafo diz-se que aprova foi disputada pela primeira vez em 1964-65, com vitória do CDUL, e acrescenta-se que o Direito conseguiu o seu primeiro título em todas as categorias em 1967-68, êxito repetido em 1968-69.
Mas logo no quinto parágrafo se diz que o Belenenses venceu o primeiro título da categoria em 1990-91 - e não se diz que foi o seu primeiro título nacional porque os primeiros títulos nacionais do Belenenses ocorreram em 1958-59 (Campeonato e Taça), mas na categoria senior, acrescentando-se que nas três últimas épocas o campeonato foi vencido pelo Belenenses, Direito e CDUL.
Termina-se com uma avaliação do que acontecerá no caso da vitória ser para um lado, ou para o outro.
E agora sim, temos a foto!
Essa é só do Direito, de duas equipas do mesmo escalão separadas por 50 anos. Este é o grande ênfase dado ao Direito e o enorme menosprezo dado ao Belenenses!
3 - Ingratidão - pois é meu jovem, estás envolvido com uma modalidade a que a imprensa em geral pouca ou nenhuma importância atribui, falamos dum escalão etário que pouco mais atrai as atenções do que dos pais, familiares e amigos dos jogadores desse escalão, e o Mão de Mestre fala no assunto, e tu vens dum canto qualquer a ladrar, tentando desvalorizar o trabalho feito, como se analisou sem qualquer fundamento, quando devias imprimir o texto, guardar na carteira e daqui a 50 anos mostrares aos teus netos que hão-de vir...
Belo exemplo que estás a dar...